#Pracegover Foto: na imagem há uma bateria
#Pracegover Foto: na imagem há uma bateria

Furtos e roubos de veículos não são raros na Amurel, no Estado e também no Brasil. No entanto, a modalidade de crimes envolvendo baterias de carros e caminhões aumentaram nos últimos anos, uma ação que tem sido realizada em série.

Em operações e diligências, agentes da Polícia Civil, recuperam diversos objetos oriundos de furtos e roubos. Entretanto, muitas vezes, as vítimas não têm conhecimento disso e não procuram esses bens, o que resulta em depósitos de delegacias abarrotadas de produtos apreendidos. Nesta terça-feira (21) a delegacia de Polícia Civil de Capivari de Baixo, divulgou que há algumas baterias de carros e caminhões furtadas e roubadas que estão na delegacia da cidade termelétrica,  localizada no centro.

De acordo com o delegado de Capivari de Baixo, Vandilson Moreira da Silva, em Capivari de Baixo, os furtos a baterias de caminhões têm ocorrido com frequência em uma área industrial do município. “Pelo que investigamos, essas baterias estão alimentando o mercado de som automobilístico e também são vendidas como sucatas em alguns ferros-velhos. Vamos intensificar as fiscalizações nos estabelecimentos para coibir o furto desse equipamento ou objeto, que tem causado prejuízos aos caminhoneiros e também aos pescadores, que necessitam da bateria para poder efetuar o seu trabalho”, explica.

Aqueles que fizeram um Boletim de Ocorrência (BO) informando o ocorrido devem procurar o órgão público. Quem sabe a sua, a de um parente, amigo ou colega vítima de furto ou roubo não está no local! Geralmente, para recuperar o objeto na delegacia, o proprietário deve levar nota fiscal ou recibo de compra e venda, e um documento de identificação com foto.

A Polícia Civil orienta a população sobre como proceder na procura de objetos roubados e furtados. Segundo a PC, quem teve algum objeto subtraído, deve consultar a delegacia correspondente à área em que ocorreu o crime, no intuito de checar itens e equipamentos que são apreendidos no cotidiano policial. Contudo, o cidadão pode visitar também outras delegacias, para tentar localizar os bens.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul