Durante a tarde de ontem orientações foram prestadas a população  -  Foto:Prefeitura de Tubarão/Divulgação/Notisul
Durante a tarde de ontem orientações foram prestadas a população - Foto:Prefeitura de Tubarão/Divulgação/Notisul

Tubarão

Histórias de violência dentro de casa são relatadas todos os dias nos órgãos de defesa da mulher. E em outras, a situação ainda é pior, elas se escondem dentre de casa, sem buscar ajuda.

Esta realidade ocorre em todo o país e em Tubarão não é diferente. Para incentivar o público feminino a denunciar, e com isto diminuir a incidência de agressões, foi realizado ontem à tarde, o lançamento da campanha, ‘Laço Branco’. O trabalho, realizado pela Fundação Municipal de Desenvolvimento Social e o Conselho da Mulher, ocorreu no calçadão da rua São Manoel, no centro.

Fitas brancas de cetim em formato de laço, fixadas na altura do peito e dezenas de panfletos nas mãos. Esta foi a aparência dos colaboradores da ação durante a divulgação. As pessoas abordadas ouviam sobre a importância de denunciar qualquer tipo de violência. E junto a isso, conheciam quais os direitos das mulheres e onde elas podem buscá-los. 

“Na maioria das vezes as mulheres tem medo ou vergonha de contar o que ocorre dentro de casa. A campanha é importante porque  esclarece, informa o que deve ser feito e a quem procurar auxílio”, explica a dona de casa, Marilúcia Beluco Passarela.

“As mulheres não devem ter vergonha ou temer buscar ajuda. A violência ocorre independente a classe social. Somente denunciando conseguiremos diminuir os casos”, destaca a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, Vera Regina Rodrigues.

Dados
Dados recentes da secretaria especial de políticas públicas para mulheres no Brasil afirmam que das 52.957 denúncias recebidas, mais de 27 mil são de violência contra a mulher. Índice que precisa de atenção. A campanha iniciou ontem, mas não tem data para finalizar.

Telefones para denúncias no município
Conselho Municipal dos Direitos da Mulher – 3628-4636
Delegacia da Mulher – 3905-3023
Hospital Nossa Senhora da Conceição – 3631-7000
Central de Atendimento a Mulher (nacional) – 180