Rosas brancas foram oferecidas a Iemanjá para que o corpo de Renato apareça.
Rosas brancas foram oferecidas a Iemanjá para que o corpo de Renato apareça.

Mirna Graciela
Laguna

Ontem foi mais um dia de angústia e sofrimento para os familiares e amigos do estudante de engenharia de pesca Renato Vieira Cardoso, 20 anos, pois o seu corpo ainda não foi encontrado. Ele desapareceu no mar, na praia do Mar Grosso, em Laguna, no último domingo.

Cerca de 18 profissionais trabalharam nas buscas, que iniciaram às 6 horas. Eles percorreram as praias do Mar Grosso, Gi, Farol de Santa Marta, Itapirubá, Galheta, entre outras da região.
Além dos jet skis utilizados pelos guarda-vidas, a procura também contou com o bote inflável da Marinha de Laguna e com buscas aéreas, por meio do Arcanjo 01 do Corpo de Bombeiros e uma aeronave de pequeno porte da Polícia Militar, ambos do estado.

A aeronave sobrevoou o mar, em locais mais afastados, onde a embarcação não tem alcance. O mar agitado e a falta de visibilidade não contribuíram para os trabalhos. A água gelada é outro fator negativo, pois o corpo demora mais para subir à superfície. As buscas reiniciam hoje às 8 horas.
Renato nadava com um amigo perto do posto de guarda-vidas 3, por volta das 15h30min, quando sumiu. A hipótese é de que ele tenha caído em um buraco ou sofrido uma cãibra. O jovem cursava a faculdade de engenharia de pesca na Udesc de Laguna, onde residia.

“Vou jogar no mar flores pra te encontrar”

Uma das frases da música Eu sei, da banda gaúcha Papas da Língua, embalou uma homenagem cercada de muita emoção, ontem, feita por amigos e parentes do estudante Renato Vieira Cardoso, 20 anos.
De manhã, aproximadamente 300 pessoas marcaram presença em frente ao posto de guarda-vidas 3, local onde ele nadava quando desapareceu no último domingo, na praia do Mar Grosso, em Laguna.
Rosas brancas foram jogadas no mar com pedidos a Iemanjá para que ela acabasse com a aflição das pessoas e devolvesse o amigo, tão amado por todos que o conheciam e conviviam com ele.


Renato Vieira Cardoso, 20 anos, desapareceu no mar, no último domingo.