Um idoso de 73 anos, morador do bairro Oficinas, em Tubarão, telefonou para a Central Regional de Emergências na manhã deste domingo (20), para pedir auxílio da Polícia Militar. Conforme seu relato, seu genro chegou em sua casa embriagado e se desentendeu com seu sobrinho (neto do idoso). Fora de si, ele ameaçou matar o jovem. O senhor pediu que o homem deixasse sua casa, caso contrário ele chamaria a polícia.

Mais irado ainda, o homem continuou as ameaças e deu um soco em uma porta de vidro, a quebrando. Quando a guarnição chegou e os ânimos se acalmaram. Os policiais confeccionavam um termo circunstanciado contra o genro e solicitaram seus dados pessoais. Os agentes realizaram a busca no sistema e não puderam encontrar nenhum registro com o nome informado no banco de dados. A pessoa nem mesmo existia.

Ficou evidente que ele havia fornecido um nome falso. Em contato com outras guarnições em rondas pela cidade, os policiais descobriram sua verdadeira identidade e, após nova conferência no sistema, descobriram que o suspeito, de 39 anos, tinha dois mandados de prisão ativos em seu nome: um pelo crime de furto e outro por roubo.

Os policiais deram voz de prisão para o foragido e ele ficou enfurecido. Outras guarnições precisaram prestar apoio, pois o homem resistia a prisão e utilizava sua família como meio para impedir o cumprimento dos mandados judiciais. Após inúmeras tentativas, os policiais conseguiram algema-lo e o encaminharam para o Presídio Regional de Tubarão, onde ele permanecerá à disposição da Justiça.

 

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul