Tenente-Coronel Marcos Aurélio Barcelos   -  Foto:Rafael Andrade/Notisul
Tenente-Coronel Marcos Aurélio Barcelos - Foto:Rafael Andrade/Notisul

Tubarão

Muitas instituições oficiais atuam em Tubarão e região com empenho triplicado nos últimos três dias. Defesa Civil, Polícia Militar, Celesc, Samu, prefeitura, Tubarão Saneamento, cooperativas de eletrificação, Guarda Municipal, Rotary, Acit, CDL, entre tantas outras e grupos de voluntários que se uniram para atender as vítimas desta tragédia que assolou a Cidade Azul a partir das 16h30min do último domingo. Mas é preciso reconhecer e estender publicamente tal reverência ao esforço de homens e mulheres do Corpo de Bombeiros pelo prontoatendimento e ação em tempo real ao acontecimento natural.

Antes mesmo da queda da energia elétrica em praticamente todo o município, inclusive no 8º Batalhão dos Bombeiros Militares (BBM), na avenida Patrício Lima, bairro Humaitá, o chefe da corporação na região, tenente-coronel Marcos Aurélio Barcelos, conseguiu contatar o comanda-geral da instituição, em Florianópolis. “Pedimos apoio porque sabíamos que seríamos muito requisitados. Até o helicóptero Arcanjo foi nos disponibilizado para ajudar a mapear área críticas pós-tempestade. Também conseguimos, ainda na noite de domingo, o apoio da equipe do Batalhão de Criciúma. Em seguida chegaram homens dos batalhões de São José e de Lages. Chegamos a atender 187 ocorrências relacionadas ao evento climático. Atualmente, mantemos 13 viaturas e uma equipe de cerca de 50 profissionais”, informa.

O Batalhão dos bombeiros de Tubarão, assim como o Batalhão da Polícia Militar, sofreu uma série de avarias devido aos fortes ventos, mesmo assim, foi montada uma central de operação na garagem do 8º BBM. Este sistema segue em alerta. Qualquer emergência, basta ligar no 193.