#Pracegover foto: na imagem há um veículo do bombeiro
#Pracegover foto: na imagem há um veículo do bombeiro

No fim da tarde deste sábado (8) o Corpo de Bombeiros Militar de Blumenau foi acionado para atender três vítimas atacadas por abelhas na rua Frederico Jensen, no Itoupavazinha. Chamados por volta das 17h30, a equipe avistou uma mulher de 50 anos deitada no acostamento sendo atacada pelas abelhas ao chegarem no local.

Conforme os bombeiros, caminhão preparado com a roupa de aproximação adequada encerrava uma ocorrência de princípio de incêndio naquele momento. Portanto, no primeiro momento do resgate apenas as ambulâncias e o Chefe do Socorro atenderam a ocorrência do ataque de abelhas.

Com isso, os socorristas estavam sem a roupa de aproximação adequada. Apesar de todas as dificuldades, os bombeiros conseguiram chegar às vítimas com uso de extintor de CO2 e equipados de EPI de combate a incêndio. Assim, conseguiram retirar a mulher do local. Outras duas vítimas foram resgatadas e conduzidas ao Hospital Santo Antônio.

Bombeiros foram atacados pelas abelhas

Durante o atendimento da primeira vítima, a própria equipe dos bombeiros foi atacada pelas abelhas. A situação se repetiu no atendimento às outras duas pessoas no local.

A equipe do Arcanjo, que se deslocou por via terrestre, atendeu aos bombeiros no local da ocorrência. Sendo oito bombeiros medicados e liberados no local. Destes, eram cinco bombeiros militares e três bombeiros comunitários.

Os bombeiros ressaltam que, em razão do alto risco que a vítima inicial corria em razão do ataque das abelhas, eles decidiram por realizar o atendimento mesmo sem o EPI adequado. O objetivo era resgatá-la o mais rápido possível, mesmo que isso gerasse risco físico.

Infelizmente, os bombeiros vieram a ser atacados pelas abelhas. Contudo, conforme os bombeiros, a ação rápida foi importante para a rápida retirada das vítimas da cena.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: O Município