Uma fiscalização realizada nas rodovias federais de Santa Catarina flagrou 284 motoristas dirigindo embriagados durante o fim de semana. A operação foi realizada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) nesta sexta-feira (17), sábado (18) e domingo (19).

Além da embriaguez, outras infrações foram identificadas. Conforme a PRF, 54 veículos foram flagrados transportando crianças sem cadeirinha e 181 pessoas, entre passageiros e motoristas, foram autuados por estarem sem cinto de segurança.

As ultrapassagens em locais proibidos tiveram 76 autuações. No total, 1.865 infrações foram aplicados ao longo do final de semana, de acordo com chefe de comunicação da PRF SC, Luiz Graziano.

Acidentes e mortes

As BRs de Santa Catarina tiveram 70 acidentes no fim de semana, quatro deles com morte. Na manhã de sexta-feira, um motociclista de 21 anos morreu na BR-282, em Chapecó, no Oeste catarinense. Ele conduzia uma motocicleta Honda, de Xanxerê, que colidiu contra um caminhão com placas de Caxambu do Sul.

No início da noite, um homem de 59 anos morreu na BR-101, em Tubarão, no Sul do estado. Ele dirigia um Palio com placas de Criciúma, que saiu da pista.

Outro jovem motociclista morreu sábado, na BR-282, em Lages, na Serra. A vítima, de 23 anos, conduzia uma motocicleta de Florianópolis que colidiu de frente com um Corsa, com placas de Palmitos. O motorista do carro e outros quatro passageiros, entre eles uma criança de 3 anos, tiveram ferimentos leves.

Conforme a PRF, as colisões frontais é o tipo de acidente que mais mata nas BRs, e tem como principal causa a ultrapassagem indevida. A multa por ultrapassar em faixa amarela contínua é de R$ 1.467,35, além de sete pontos na carteira de habilitação.

Na madrugada de domingo, um ciclista morreu após ser atingido por um Uno com placas de Cianorte (PR). O acidente aconteceu na BR-470, em Rio do Sul, no Vale do Itajaí