Uma ocorrência de maus-tratos à criança foi registrada na cidade de Abelardo Luz. O fato se deu no final da tarde desta quinta-feira, 3, quando inicialmente as equipes do Saer e Sara foram acionadas para realizar uma transferência de urgência de menor para Chapecó.

No local, a instabilidade e a necessidade de intubação da criança fez com que ela tivesse que ser transferida por vias terrestres por meio de uma unidade do Samu de Xanxerê, que levou a menina de apenas 11 meses ao Hospital da Criança de Chapecó.

A Polícia Militar, ao tomar conhecimento dos fatos, também se deslocou ao hospital, e então se constatou que a menor teria supostamente ingerido crack.

De acordo com a PM, a mãe contou que seu companheiro é usuário de drogas e teria chegado em casa na noite da quarta-feira com dois papelotes metálicos, os quais ela acredita ser crack e foi ao banheiro da residência para fazer o uso do entorpecente. 

Nesta quinta-feira, 3, após ter dado banho na criança por volta do meio-dia, a menina foi colocada ao chão, dentro do banheiro. Ela teria engatinhado,  apanhado algo do chão e levado à boca. 

A mulher acredita que possa ter sido a droga levada pelo marido para dentro de casa. No entanto, ela afirma que a bebê logo teria cuspido. Horas mais tarde, a pequena começou a convulsionar, sendo então levada de táxi ao hospital, onde recebeu os atendimentos até ser transferida para o Hospital da Criança de Chapecó, as 21h.

A mãe da menina recebeu voz de prisão e foi encaminhada à Delegacia para as devidas providências cabíveis. Já o pai não teria sido localizado. O caso passa a ser investigado pela Polícia Civil.