Paulo Lopes

Os quatro acusados do assassinato do casal tubaronense Elpídio Rosa Lemos, 71 anos, e Maria Passarela Lemos, 68, foram encaminhados à Unidade Avançada de Imbituba, onde ficarão à disposição da justiça de Garopaba. O crime ocorreu na última sexta-feira, na localidade de Laranjal, em Paulo Lopes, região metropolitana de Tubarão.

Os envolvidos, dois homens, de 23 e 29 anos, e duas mulheres, ambas de 20, foram autuados por latrocínio e formação de quadrilha. Segundo informações da polícia, os quatro estavam há cerca de dois dias na localidade de Laranjeiras e, inclusive, tomaram café com as vítimas. Os pais dos dois criminosos eram conhecidos de Elpídio.

O homem de 29 anos é acusado de aproximadamente 30 furtos a residências, ocorridos em 2010 em Garopaba, e chegou a ser preso. Após seis meses, recebeu o benefício de liberdade provisória para responder ao processo em liberdade.
A pena para o crime de latrocínio pode variar de 20 a 30 anos, além da pena para o crime de formação de quadrilha, que é de um a três anos.

Como foi o crime
O casal foi brutalmente assassinado pelos assaltantes na última sexta-feira, dentro de casa, na localidade de Laranjal, em Paulo Lopes. Estes são o 13º e 14º homicídios deste ano na região metropolitana de Tubarão. Os ladrões entraram na residência e renderam os dois. Segundo confissão de um dos bandidos, Elpídio e sua esposa foram mortos com sua própria arma. Inclusive, a parte inferior da espingarda quebrou após ter sido utilizada para bater na cabeça dele. Maria Passarela também foi baleada e morreu a caminho do hospital. Os criminosos fugiram com o carro da família, duas armas e objetos pessoais.