A Central de Plantão Policial (CPP) de Tubarão passou a investigar a prática do crime de extorsão via WhatsApp. Dois mandados de prisão preventiva foram cumpridos ontem (21) contra J.B, 30 anos, e A.R.M, 28 anos, em Camboriú e Gaspar, além de mandados de busca e apreensão em Balneário Camboriú e Navegantes. 

Os autores do crime já respondiam por fato semelhante e, durante as investigações, praticaram novos crimes no Paraná. A ação contou com o apoio da DIC Tubarão e das delegacias de Balneário Camboriú, Gaspar e Navegantes.