Jaraguá do Sul

O atleta Alexandre Innocenti Ortiz, que estava desaparecido desde a manhã de sexta-feira (17), quando saiu de Jaraguá do Sul em direção ao litoral, foi encontrado no início da madrugada deste domingo (19), por volta da 0h05.

“Ele foi encontrado em Balneário Camboriú, dentro de uma igreja. Ele estava bem sujo após ter passado um tempo no mato”, disse o irmão Rodrigo Ortiz ao OCP.

Alexandre usou o telefone de um membro de uma igreja para entrar em contato com a família. Até por volta das 9h20 deste domingo, o atleta, que é morador do bairro João Pessoa, não havia voltado para Jaraguá do Sul. No entanto, ele já está com a família recebendo apoio.

Nas redes sociais, amigos ficaram aliviados com a notícia da localização de Alexandre.

“Agradeço a todos em nome da família do Ortiz pela grande corrente de solidariedade… A notícia se espalhou de maneira surpreendente, fazendo com que chegássemos até ele. Vocês são fantásticos! Ele está bem! Obrigado! Agora é festar e celebrar a vida”, disse o colega Lucas Fliegner Gonçalves.

Relembre o caso

O desaparecimento foi registrado na Delegacia de Polícia Civil da Comarca de Camboriú por familiares. De acordo com Rodrigo, ele saiu de casa sem celular por volta das 7h de sexta-feira (17) e foi visto por volta das 16 horas por um amigo de infância, no posto Planalto, próximo a Criciúma.

Em relato ao OCP, Rodrigo revelou que neste sábado (18) recebeu uma suposta ligação da autopista informando que o carro de Alexandre estava estacionado no posto Irmão da Estrada, próximo a Balneário Camboriú. ” Quando eu atendi o chamado eu tinha certeza que era ele. Era o meu irmão que me ligou”, revela.

Câmeras de monitoramento da unidade mostram minutos antes do desaparecimento de Ortiz.  De acordo com o irmão,  Alexandre deixou o carro estacionado no posto e saiu caminhando sentido Balneário.

Alexandre é triatleta e fez  39 anos neste sábado.  Segundo a família, ele sofria de depressão.” Estava fazendo tratamento, acredito que ele não se identificou porque quer ficar sozinho e se distanciar da família”, lamentou o irmão.

Procure o CVV

Você está com problemas emocionais e não sabe com quem conversar? Os voluntários do Centro de Valorização da Vida (CVV) estão prontos para te ajudar 24 horas por dia. Você pode entrar em contato com os voluntários através do número 188, telefone (47) 3275-1144, ou pelo site via chat, e-mail ou carta.