Paulinho Sachetti
Tubarão

A Polícia Militar teve muito trabalho para prender dois acusados de terem assaltado a empresa Água Mineral da Guarda, no início da madrugada de ontem, em Tubarão. Eles teriam levado cerca de R$ 7 mil. O dois homens só pararam depois que um dos pneus da caminhonete S-10, verde, com placas de São Ludgero, foi furado com um disparo. Um outro projétil atingiu a lataria do veículo.

Mesmo com a ordem da parada, os dois acusados insistiam em fugir. No caminho, eles teriam jogado uma pistola 765 prateada, com um pente contendo 12 balas intactas. Populares viram e acionaram a PM, que foi até o local e recuperou a arma.

A perseguição foi tão forte que o motor da caminhonete chegou a fundir durante a fuga. Os dois suspeitos foram flagrados retornando para Tubarão, pela rodovia SC-440. Neste momento, os policiais deslocavam-se para o bairro da Guarda, onde a empresa foi assaltada. Com a descrição passada por um dos funcionários, os policiais voltaram e iniciaram a perseguição da S-10.

Na cela da Central, um dos envolvidos dizia que a arma era dele, mas que não tinha nenhuma ligação com o assalta na empresa. Todos os procedimentos foram feitos na Central de Polícia Civil. O caso continuará sob investigação.