Após o episódio em Criciúma nesta terça-feira (1), moradores de Cametá, no Pará, também passaram por horas de terror. A Secretaria de Segurança Pública do Estado do Pará (Segup) confirmou, na madrugada desta quarta-feira (2), o envio de reforço policial para a cidade no interior do Estado.

O assalto ocorreu em, pelo menos, uma agência bancária no município. Durante a madrugada os moradores do compartilharam vídeos dos tiros e da ação da quadrilha efetuando o assaltando.

Um morador da cidade que foi feito refém, identificado como Alessandro de Jesus Lopes, foi morto pelos assaltantes. Outro morador foi atingido na perna por arma de fogo. Ele está internado no hospital da cidade.

A informação é de que as características do assalto são semelhantes as da que ocorreu em Criciúma com utilização de escudo humano, armas de alto calibre e explosivos. Além disso também atacaram um quartel da Polícia Militar para impedir a saída dos policiais.

Nas redes sociais, o governador do Pará, Helder Barbalho (MDB) disse que entrou em contato com a segurança do Estado para que ações fossem tomadas. “Já estou em contato com a cúpula da segurança pública do Estado, acompanhando as providências que estão sendo tomadas neste episódio”, disse.

O Governo do Estado acredita que o alvo dos assaltantes seria uma agência do Banco do Brasil. Os bandidos teriam deixado o município por volta de 1h30. A fuga também teria sido semelhante a de Criciúma, segundo a PM, o grupo fugiu usando carros e barcos, já que a cidade fica às margens do Rio Tocantins.

Após a confirmação do caso, a Segup enviou à cidade, equipes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), das Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam), do Batalhão de Ações de Cães (Bac), da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (CORE) e duas aeronaves do Grupamento Aéreo de Segurança Pública do Pará (Graesp).

 

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul