Rafael Andrade
Capivari de Baixo

Um arsenal com dezenas de munições calibre 12, armas, drogas e produtos provenientes de furto foram apreendidos em uma operação conjunta entre a Polícia Civil de Capivari de Baixo e Tubarão. O mandado de busca e apreensão foi cumprido às 6 horas desta sexta-feira, na rua Santa Lúcia, no centro de Capivari.
Três pessoas foram detidas. Um casal assumiu a ‘bronca’ e foi encaminhado ao Presídio Regional de Tubarão após passar o dia explicando-se ao delegado Adriano Almeida, que coordenou as investigações durante um mês.

O homem detido, de 47 anos, já tem passagens pela polícia por porte ilegal de arma e tráfico de drogas. Ele é considerado o mentor de um grande esquema. A polícia encontrou drogas e uma verdadeira ‘oficina de armas’ em sua casa. “Pelo material apreendido, acreditamos que ele preste serviço para criminosos da região. O acusado é especialista em recarregar cartuchos de balas calibres 12 e 22. Era uma verdadeira loja do crime”, assinala Adriano.

Uma equipe da Central de Operações Policiais (COP) de Tubarão, comandada pelo delegado Bruno Ricardo Vaz Marinho, auxiliou no cumprimento do mandado, expedido na quinta-feira pelo juiz Antônio Carlos Ângelo.

Além das munições, um revólver 38 com numeração raspada, uma espingarda calibre 12, outra espingarda de alto poder de fogo desmontada e duas balas de diferentes calibres de fuzis foram apreendidas na casa dos acusados.

Família foi surpreendida enquanto dormia

A Polícia Civil chegou de surpresa, às 5h57min, na casa dos bandidos, em Capivari de Baixo. A informação era que o ponto também era usado para traficar drogas. O imóvel pertence a um tio do criminoso, de 70 anos. Além dele, mais quatro pessoas estavam na casa: Um casal que acabou preso, uma usuária de 29 anos e uma adolescente de 13. A revista na casa durou cerca de duas horas.
Uma máquina de uso controlado para recarregar munições foi apreendida. Dezenas de caixas de chumbo, pólvora e proteção de bala, duas balanças digitais de precisão, 30 gramas de cocaína pura também foram recolhidas.

A usuária foi liberada após prestar depoimento. O homem, considerado especialista em armas e munições pela polícia, e sua comparsa, de 37 anos, foram encaminhados ao Presídio Regional de Tubarão, onde aguardam julgamento pela prática de cinco crimes: tráfico de drogas, associação ao tráfico, comércio ilegal de arma e munição, posse irregular de munição de uso restrito e posse irregular de arma de fogo.