A arma estava  escondida embaixo do banco do motorista, no carro do acusado
A arma estava escondida embaixo do banco do motorista, no carro do acusado

 

Mirna Graciela
Tubarão
 
Um jovem de 20 anos foi preso em flagrante ontem, em Tubarão, por porte ilegal de arma. No carro que ele conduzia, os policiais militares encontraram, escondido embaixo do banco do motorista, um revólver calibre 38, cromado, com numeração raspada e cinco munições intactas.
 
A prisão ocorreu quando o acusado chegava à churrascaria de propriedade de sua família, por volta do meio-dia, na avenida Marcolino Martins Cabral, no bairro Aeroporto. O rapaz foi abordado ainda dentro do veículo e não reagiu à ação da polícia. O local é o mesmo onde há quase um mês foi apreendido meio quilo de cocaína e um homem de 59 anos, que é o seu pai, foi preso.
 
De manhã, a Polícia Militar recebeu a denúncia de que o rapaz estava na rua Altamiro Guimarães, em Oficinas, em uma venda de droga. Por meio da identificação do acusado e as características do veículo, a guarnição do Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) deslocou-se à sua residência, situada no mesmo terreno que o restaurante. Uma revista foi feita na casa, mas nada foi encontrado.
 
O jovem foi encaminhado à Central de Plantão Policial (CPP). Depois, retornou ao Presídio Regional, de onde saiu há cerca de oito meses, preso por tráfico de entorpecentes.
 
Pai do jovem está preso por tráfico de drogas
Há 25 dias, um homem de 59 anos, pai do jovem de 20, preso ontem de manhã em Tubarão, foi preso pela Polícia Militar. Embaixo da casa, localizada no mesmo terreno da churrascaria, no bairro Aeroporto, os policiais militares encontraram 350 gramas de cocaína. Em cima de uma mesa, no restaurante, foram apreendidos mais 150 gramas da droga.
Durante uma semana, os policiais militares do Serviço de Inteligência e do Pelotão do Patrulhamento Tático (PPT) da Polícia Militar monitoraram o esquema de tráfico no lugar. Naquele dia, a ação contou com o apoio dos PMs de Braço do Norte para o cerco ao local. Também foram apreendidos R$ 750,00. Segundo um policial militar, tanto o homem quanto o endereço já eram ‘velhos conhecidos’.
 
Homem portava revólver para se proteger de inimigo
Após saber que um homem de 35 anos portava uma arma para se proteger de um desafeto, uma campana foi feita pela Polícia Civil de Braço do Norte para prendê-lo, na madrugada de terça-feira, na entrada da cidade. 
Quando ele passou em um carro, os policiais o seguiram. O homem recebeu ordem para encostar e, durante a revista, foi encontrado um revólver calibre 32 com munições. Ele foi encaminhado ao Presídio Regional de Tubarão.
O acusado está em liberdade condicional até 2018 por crimes já julgados e há um bom tempo possui um grande desentendimento com um homem que tentou matá-lo com quatro tiros, ano passado, acertando-o no pescoço. 
Os investigadores planejaram a abordagem por meio de uma informação de que todos os dias ele e seu irmão, ambos de Grão-Pará, deslocavam-se a Braço do Norte para trabalhar na obra de asfaltamento da rua Jorge Lacerda.