O corpo de um homem foi encontrado carbonizado em meio a uma plantação de eucalipto na Estrada Geral Mãe Luzia, interior de Araranguá. Por volta das 7h15min desta quarta-feira, 11, pessoas que seguiam na estrada para o trabalho viram os focos de incêndio e o corpo. A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros foram acionados.

Os socorristas combateram o incêndio com o uso de soprador e batedores. Acredita-se que o homem foi incendiado e as chamas se alastraram em meio à plantação e a vegetação rasteira, atingindo uma área considerável.

Uma guarnição da PM foi no local, constatou os fatos, isolando a área até a chegada da equipe da Divisão de Investigação Criminal de Araranguá, Instituto Geral de Perícia (IGP) e Instituto Médico Legal (IML).

Conforme o delegado Lucas Fernandes da Rosa, coordenados da DIC, o homem apresentava algumas lesões na cabeça, tratando do caso neste primeiro momento como homicídio. “Vamos investigar se a vítima foi morta no local onde foi encontrada, ou se foi desovada ali. Possivelmente atearam fogo no corpo para dificultar o trabalho de investigação e identificação”, ponderou a autoridade policial, salientando que o homem possui uma tatuagem nas costas de um cavalo marinho na cor verde.

O homem é magro, estatura média, pele clara, aparenta ter entre 25 e 35 anos. Ainda segundo o delegado Lucas, as investigações seguem para apontar autoria e motivação. Nas proximidades, uma galão foi encontrado e alguns indícios recolhidos pela perícia.