Além das drogas, foram apreendidos R$ 100,00 na residência em Humaitá de Cima
Além das drogas, foram apreendidos R$ 100,00 na residência em Humaitá de Cima

 

Mirna Graciela
Tubarão
 
Após uma investigação de quase 40 dias, a Central de Operações da Polícia (COP) de Tubarão prendeu em flagrante ontem à tarde um homem de 39 anos, uma mulher de 21, e uma adolescente de 16 por porte de droga. Todos foram surpreendidos por oito policias civis em uma residência, no bairro Humaitá de Cima, no momento em que embalavam quase 800 pedras de crack.
 
O local era utilizado para a preparação da droga e 200 já estavam prontas para a comercialização. Todo o produto vendido renderia aproximadamente R$ 4 mil. Segundo o delegado da COP, Bruno Ricardo Vaz Marinho, foi feito o monitoramento dos acusados. “Então, foi solicitado o mandado de busca e apreensão. Estávamos esperando o dia certo para chegar na casa”, informa. 
 
O homem é de São Paulo, mora há menos de um ano em Tubarão, e tem mandado de prisão em aberto na capital paulista por homicídio. Ele e a mulher foram levados para o Presídio Regional de Tubarão. A adolescente foi encaminhada à Delegacia da Criança, do Adolescente e de Proteção à Mulher e ao Idoso. No entanto, as investigações prosseguem, pois há mais pessoas envolvidas.