Um funcionário foi assassinado na empresa em que trabalhava após tomar café fora do horário estipulado. Imagens mostram o momento que Marcelo Camilo, de 36 anos, sai da cozinha da empresa com a mão no coração. O caso ocorreu em São Leopoldo, região metropolitana de Porto Alegre (RS).

A vítima chegou a dar entrada no Hospital da Unimed, mas não resistiu aos ferimentos. Ele apresentava duas perfurações de objeto cortante que feriram o coração. O suspeito de ter assassinado Marcelo, surpervisor do setor, segue foragido. Ele não teve a identidade revelada, mas possuía registros na Polícia por ameaça.

Por meio de uma nota, a empresa se solidarizou com a família e amigos de Marcelo. Bem como lamentou o ocorrido e informou que está prestando toda assistência as autoridades e a família da vítima.

 

Discussão por horário de café

O delegado André Serrão, responsável pelo caso, afirmou que o surpervisor do setor em que Marcelo trabalhava havia estipulado uma determinada faixa de horário para que os funcionários pudessem tomar café. A vítima teria ido a cozinha tomar café fora desse horário.

O fato deu início a discussão e o supervisor, então, usou um instrumento para agredir Marcelo. O objeto utilizado no crime ainda está sendo investigado, a suspeita é que seria uma espécie de chave utilizada no trabalho e que pertencia ao suspeito.

“O supervisor tinha muitos conflitos com seus funcionários. Inclusive, na semana passada, já teve um atrito com seus funcionários, em que ele tinha proibido veementemente que eles consumissem o café naquele determinado horário e, por isso, foi gerada a desavença, que culminou com esse resultado, que abalou a cidade”, disse o delegado.

 

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: Litoral Sul