Desde a sexta-feira da semana passada, dia 14 de janeiro, as equipes de buscas coordenadas pelo Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina procuram pelo corpo do jovem Michel Ricardo Barbosa (25), sem sucesso. São oito dias de trabalhos.

Por mar, ar e terra, os times vasculham as águas do litoral entre Garopaba e Jaguaruna. A água gelada tem atrapalhado o serviço, pois faz com que o corpo fique submerso por mais tempo. Nos últimos dias, a média de temperatura no Mar Grosso é de 18ºC e no Farol de Santa Marta, 16ºC.

Nesta sexta-feira (21), embarcações dos bombeiros e o helicóptero do Saer/SaraSul, da Polícia Civil, percorreram a região entre Laguna e Jaguaruna, em direção ao Sul. Outra equipe, também com embarcações e o helicóptero Arcanjo 1, do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina, foram para o Norte, entre Laguna e Garopaba.

A embarcação com sonar do Corpo de Bombeiros Militar de Laguna segue vasculhando uma área mínimo de 5 quilômetros mar adentro na costa de Laguna. Barcos da Marinha do Brasil também apoiam as equipes de buscas.

Em terra, todas as equipes de guarda-vidas civis que guarnecem o litoral entre Garopaba e Jaguaruna fazem o trabalho de avistagem na orla, com binóculos e rondas a pé em suas regiões.

Conforme capitão Machado, do Corpo de Bombeiros, o trabalho não será interrompido por enquanto. Todas as equipes voltam a campo logo que o dia raiar, neste sábado (22) – veja no vídeo abaixo.

O acidente
Na sexta-feira da semana passada, um grupo de turistas de Caçador, no Oeste de Santa Catarina, fazia um passeio de lancha por Laguna quando, ao tentarem sair do Canal da Barra dos Molhes para o Mar Grosso, a embarcação virou e naufragou.

Sete pessoas estavam na lancha. Duas delas, o vereador Ricardo de Moraes Barbosa (48) e o amigo da família Deyvid Fernandes (29), conhecido como Jabu, morreram no local. Eles foram enterrados no Cemitério Municipal de Caçador no último domingo (16).

Outras quatro pessoas foram resgatadas e sobreviveram: Danilo Zago Marcolino, 34 anos, piloto da lancha; Olvio Mattei Neto, 31, Danilo de Mello Maccari, 31 e Rodrigo de Moraes Barbosa Junior, 29 anos. Michel Ricardo, único filho do vereador falecido, desapareceu no mar. Ele era graduado em educação física e morava em Videira, também no Oeste catarinense, onde atuava como personal.

O incidente será investigado pela Capitania dos Portos de Laguna. A entidade militar é a responsável por orientar, instruir e fiscalizar o tráfego aquaviário na região. O inquérito administrativo tem como objetivo apurar as causas, circunstâncias e responsabilidade do acidente.

 

 

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul