Imbituba

A Polícia Civil, por intermédio da Delegacia de Imbituba, deu cumprimento, na manhã deste sábado (2), a um mandado de busca e apreensão na residência de um suspeito, de 46 anos, pela prática de vários crimes relacionados à pedofilia, no bairro Vila Nova Alvorada (Divineia). Os policiais localizaram e apreenderam o aparelho celular do investigado, o qual era utilizado por ele na prática dos crimes.

Segundo se apurou no Inquérito Policial em trâmite, o investigado, por intermédio de perfis falsos em redes sociais/aplicativos (facebook e whatsapp), aliciava e assediava crianças e adolescentes, induzindo-os a se exibirem de forma pornográfica ou sexualmente explícita.

Além disso, apurou-se que o investigado efetuava chamadas de vídeo com as vítimas e praticava nas ligações atos de masturbação.

De acordo com Juliano Baesso, Delegado de Polícia de Imbituba, que preside as investigações, foram identificadas vítimas residentes em Imbituba, Tubarão e, inclusive, residentes em outros Estados.

A partir das provas colhida, a Civil representou ao Poder Judiciário de Imbituba pela concessão de mandado de busca e apreensão na residência do suspeito, o que foi deferido pelo Juízo Criminal da Comarca de Imbituba após manifestação favorável do Ministério Público de Santa Catarina.

Salienta-se que a análise inicial do conteúdo do celular apreendido corroborou com a investigação realizada, com a confirmação cabal da autoria do crime. Além disso, foi possível observar, no celular, dezenas de conversas com crianças e adolescentes confirmando a prática dos crimes relacionados à pedofilia por parte do investigado.

“Ainda há necessidade de periciar o celular apreendido e inquirir novas vítimas já identificadas e ainda a serem identificadas. O investigado poderá ser indiciado por crimes como armazenamento de conteúdo pornográfico envolvendo crianças e adolescentes, aliciamento de criança, importunação sexual, entre outros”, explica Baesso.

“Caso alguém tenha sido vítima de fatos semelhantes, deve procurar a Delegacia de Polícia de Imbituba e registrar o respectivo boletim de ocorrência”, finaliza o Delegado.