Tubarão

Como se fossem ‘donos da rua’, o ‘condomínio’ de nômades instalado na avenida Padre Geraldo Spettmann (com aproximadamente 12 barracas), gera muitas reclamações de moradores das redondezas. Ontem à tarde, um homem tentou chamar a atenção do motorista de um Passat que circulava em alta velocidade pela avenida. O carro é de uma família de nômades e o motoristas fazia manobras arriscadas na avenida.

O morador que tentou alertar para evitar uma tragédia, foi empurrado e xingado pelos nômades. Ele conseguiu fugir antes que fosse espancado. “Eles não têm educação e respondem com palavras de baixo calão para qualquer um que tente intervir em seus comportamentos”, informa a ‘vizinha’ Maria Helena Valentina.

A resposta da Polícia Militar foi rápida. Cinco viaturas foram deslocadas. Os policiais flagraram o motorista em ação e apreenderam o veículo. O homem negou-se a fazer o teste do bafômetro e responderá a um processo administrativo.

“É difícil até para nós vir conter o comportamento deles. Tivemos que deslocar cinco viaturas. Com isso, deixamos outros pontos da cidade desguarnecidos”, considera um soldado da PM.

Os ânimos foram controlados somente depois da retirada das viaturas e de membros da imprensa do local, que também foram ameaçados. O homem agredido preferiu não registrar boletim de ocorrência com medo dos nômades.