A jovem paranaense Amanda Albach, 21 anos, encontrada sem vida, na manhã desta sexta-feira, 3, foi morta com pelo menos dois disparos de arma de fogo e forçada a cavar o buraco, onde seu corpo foi jogado. A jovem  havia desaparecido entre os dias 14 e 15 de novembro. Os detalhes de como ocorreu sua execução foram divulgados, nesta tarde, em coletiva de imprensa da Polícia Civil de Laguna.
O corpo estava enterrado em dunas na praia de Itapirubá – inicialmente, a informação divulgada oficialmente era que a vítima tinha sido localizada na praia do Sol, que fica na mesma região –, no limite entre os municípios de Imbituba e Laguna.
As investigações vão prosseguir para determinar a razão para a morte. A princípio, o motivo teria sido porque ela descobriu que um dos suspeitos era envolvido com drogas e possuía uma arma de fogo. O fato de Amanda ter espalhado essa informação, o teria causado irritação.
Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul
Fonte: Agora Laguna