A adolescente Paula Vitória Lencina de Souza, 13 anos, moradora do bairro Oficinas, em Tubarão, que estava desaparecida desde ontem (13), por volta do meio-dia, foi localizada. A garota estava em uma casa abandonada no bairro Congonhas.  

Sua irmã Tatielly Lencina, 29 anos, fez um agradecimento especial a todos que ajudaram a família na procura da adolescente. “Ela está bem. Na medida do possível recebendo os devidos cuidados. Obrigada por cada palavra, cada compartilhamento. Graças a Deus apareceu”, afirmou em suas redes sociais.

Ela contou que um jovem utilizou um Uber e chamou a adolescente para entrar no carro, em frente ao mercado próximo à escola E.E.B. Gov. Aderbal Ramos da Silva, onde foi vista pela última vez. Com o auxílio das imagens do sistema de videomonitoramento, foi possível localizá-la.

A família registrou um boletim de ocorrência, porém preferiu não dar mais detalhes sobre o reaparecimento da menor que mora com a mãe, a irmã e um sobrinho.

————————-

Matéria postada ontem (13):

Uma família do bairro Oficinas, em Tubarão, nas proximidades do Supermercado Althoff, está desesperadamente à procura de uma adolescente de 13 anos. Paula Vitória Lencina de Souza saiu de casa por volta do meio-dia desta segunda-feira. Ela iria à escola, como fazia todos os dias, sozinha, já que é um trajeto curto. No entanto, segundo professores e direção da unidade de ensino, a menina não apareceu.   

A irmã Tatielly Lencina, 29, informa que um boletim de ocorrência já foi registrado e que todas as colegas da caçula já foram contatadas e nenhuma soube precisar o paradeiro de Paula Vitória. “Já estivemos na escola, nas casa de todos que conhecíamos que também tem contato com ela, na polícia, postamos o caso nas redes sociais (Facebook, WhatsApp) e até agora nada, nenhuma informação concreta de onde poderá estar”, lamenta.

A adolescente, que sumiu a caminho do Aderbal, deveria estar de volta às 17h30, e foi somente após este horário que as buscas iniciaram. Um namorado, segundo a irmã, também ajuda nas buscas. A suspeita inicial é que ela estivesse na casa dele. 

Ainda conforme a irmã, Paula Vitória fugiu de casa há cerca de quatro meses, e foi encontrada logo depois na casa de outro namorado, inclusive com apoio da polícia, já que se trata de uma menor. É importante salientar que se alguém estiver dando refúgio a Paula Vitória poderá ser preso e responder na justiça o delito.