Um homem acusado de estuprar uma criança de seis anos e registrar a ação em vídeo foi preso temporariamente nessa terça-feira (30), no município de São José, na Grande Florianópolis. O caso teria ocorrido em 2018, em um trecho da BR-101, no bairro Praia de Fora, em Palhoça.

Conforme o delegado Fabiano Ribeiro, da DPCAMI (Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso) de Palhoça, o suspeito, de 40 anos, foi localizado em casa e confessou que havia estuprado a criança e feito o vídeo.

Segundo ele, a menina foi levada enquanto brincava no quintal de casa e estuprada em um local afastado.

Após o ato, o homem teria deixado a menina de volta em casa. Nenhum boletim de ocorrência havia sido registrado. O próprio acusado levou os policiais até a casa da criança, que foi identificada.

Suspeito de invadir casas e tirar fotos

Segundo a delegada Eliane Chaves, da Deic (Diretoria Estadual de Investigações Criminais), a investigação contra o homem teve inicio em 2015, quando ela ainda estava à frente da DPCAMI de Palhoça. Ele era morador do município.

À época, seis mulheres registraram boletins de ocorrência relatando que um homem teria invadido a casa delas durante a noite e tirado fotos enquanto dormiam.

A investigação da polícia e as características das ocorrências levaram a um homem que já possuía histórico de “importunação ofensiva ao pudor”, detalhou a delegada.

Em seguida, agentes da Polícia Civil cumpriram um mandado de busca e apreensão na casa do suspeito, quando coletaram o computador e o aparelho celular dele em busca de registros dos crimes.

O material apreendido foi encaminhado ao IGP (Instituto Geral de Perícias) para perícia, que identificou, além das fotos das vítimas, um vídeo em que o homem estuprava a criança.

As mulheres que registraram os boletins de ocorrência farão o reconhecimento do suspeito.