Rafael Andrade
Tubarão

Um programa de trânsito inovador, importado de Londres, na Inglaterra, e implantado em Tubarão, já registra os primeiros resultados positivos. O trânsito da cidade é estudado de maneira científica e apontará quais as mudanças na infraestrutura das ruas precisarão ser feitas nos próximos anos.

A iniciativa partiu dos agentes da Delegacia de Delitos de Trânsito de Tubarão. Um programa para estudar de forma mais direta as ocorrências de acidentes foi implementado no Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), em fevereiro. Um formulário é preenchido com o nome, idade, sexo, tipo de lesão, óbito, tipo de veículo, local do acidente e possível causa.

A cada dois meses, os documentos são coletados e analisados por policiais civis e profissionais da Unisul. Uma planilha com as melhorias dos pontos com maior incidência de colisões, quedas e atropelamentos será apresentada no início do próximo ano.

“Por meio do documento poderemos sugerir as melhorias. Os óbitos aumentaram muito no comparativo com outros anos”, avalia o agente Alexandre Nunes de Freitas, um dos idealizadores do programa.