Braço do Norte

Depoimentos de testemunhas e as imagens do circuito interno de monitoramento de uma loja confirmaram que um racha entre outros dois veículos resultou nas mortes de Lígia Heidemann Schueroff, 22 anos, e Simone Sebastião, 24. O acusado de matá-las, de 24 anos, está preso na Delegacia de Braço do Norte.

A colisão ocorreu na SC-438, em Braço do Norte, na quinta-feira da semana passada. O homem detido conduzia um Vectra e atingiu o Renault Clio em que Lígia e Simone viajavam com mais três amigas.

“Vou enquadrá-lo por duplo homicídio doloso (com intenção de matar). Tenho até a próxima segunda-feira para concluir o inquérito do caso. Para mim, não foi um acidente, foram dois assassinatos cercados de inúmeras imprudências de trânsito por parte do acusado”, analisa o delegado José Leonardo Valente.

A juíza Lara Maria de Souza Rosa decidirá se irá ou não homologar a prisão do rapaz e encaminhá-lo ao Presídio Regional de Tubarão. O acusado pode ir a júri popular pelo crime e ficar de seis a 20 anos recluso em regime fechado. É o que prevê o artigo 121 do Código Penal Brasileiro (homicídio qualificado).

Ele ainda será julgado pelos crimes de dirigir sem permissão – já que a sua carteira de motorista estava cassada pela Polícia Civil por acúmulo de 23 pontos.
As três amigas de Lígia e Simone que estavam no carro ainda estão internadas no Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Tubarão, e recuperam-se gradativamente.