Gilmar tirou a carteira em março.
Gilmar tirou a carteira em março.

Rafael Andrade
Tubarão

Gilmar Joaquim Mendes, 18 anos, morreu após colidir violentamente a sua moto CG Titan 125 cilindradas, de São Ludgero, em uma F-1000, de Braço do Norte, nesta sexta-feira à tarde, na região rural de São Ludgero. O seu corpo ficou preso nas ferragens da caminhonete.

O jovem era natural de Lauro Müller e morava em São Ludgero. Ele estava a caminho do trabalho. A colisão ocorreu em uma estrada de ‘chão batido’, na comunidade de Barra do Norte. A via não tem sinalização e não há fiscalização da Polícia Militar, que conta com baixo efetivo em São Ludgero.

A comunidade já solicitou mais atenção da prefeitura e placas que indiquem as perigosas curvas. O jovem retirou a sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH) no dia 11 de março deste ano e não tinha registro de infrações.

O proprietário da F-1000, de 43 anos, não ficou ferido. O Instituto Geral de Perícias de Tubarão (IGP) recolheu o corpo. Esta morte aumenta as tragédias com motociclistas na região e demonstra a carência viária nos municípios, principalmente em estradas do interior.

Em Tubarão, por exemplo, cinco pessoas, a maioria jovens entre 19 e 27 anos, também morreram vítimas de acidentes envolvendo motos este ano. Na Cidade Azul, são quase 23 mil veículos de duas rodas. Socorristas do Corpo de Bombeiros e do Serviço Médico de Urgência (Samu) atendem diariamente a este tipo de ocorrência.