Orleans

Um acidente de trabalho resultou em um óbito por volta das 9 horas desta sexta-feira, em Orleans. O fato ocorreu em uma granja na localidade de Ranchinho, conforme informações do Corpo de Bombeiros Militares do município.
A vítima tinha 62 anos. Quando os socorristas chegaram ao local, o idoso já se encontrava sem os sinais vitais e com um grande ferimento ocasionado por um corte no pescoço provocado por um motosserra.

O cunhado do homem estava com ele no momento da fatalidade. Segundo informações dele, o motosserra engalhou em uma cerca, que acabou provocando o acidente. O Instituto Médico Legal (IML) foi acionado e a ocorrência ficou aos cuidados da Polícia Civil, que realizou perícia no local.

Representantes da Associação de Magistrados da Justiça do Trabalho da 1ª Região (Amatra 1) alertam que o Brasil registra mais de 700 mil acidentes de trabalho por ano, o que coloca o país em quarto lugar no mundo nesse aspecto, segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), atrás apenas de China, Índia e Indonésia.

Para o juiz do trabalho Fabio Soares, a lei brasileira é suficientemente rigorosa para evitar os casos, mas não é cumprida. “A legislação é super rigorosa, temos 36 normas regulamentadoras das condições de trabalho que trazem um rol exaustivo, tratam especificamente de várias atividades, como construção civil, ergonomia, luminosidade no ambiente de trabalho. São muito detalhadas. Não é falta de norma, é falta de cumprimento”, avalia.