Centro Integrado de Operações de Fronteira da Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública (CIOF/SEOPI/MJSP) em ação conjunta com a Polícia Civil de Santa Catarina, Polícia Civil do Paraná, GAECO/MPSC e Polícia Nacional do Paraguai resulta na prisão do autor de crimes contra a vida e foragido da justiça catarinense que se encontrava homiziado no Paraguai há 9 meses.

O CIOF/SEOPI/MJSP com sede em Foz do Iguaçu/PR, recebeu informações da Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Delegacia de Imaruí e GAECO de São Miguel do Oeste/SC, de que o autor de homicídio consumado e homicídio tentado poderia estar homiziado em Cidade de Leste, Paraguai. 

Logo após, o CIOF/SEOPI/MJSP passou a tratar as informações, sendo acionada a Polícia Nacional do Paraguai, através do Departamento de Investigação de Alto Paraná. Durante 10 dias, o Centro Integrado de Operações de Fronteira, Polícia Civil de Imaruí/SC, GAECO de São Miguel do Oeste/SC e o Departamento de Investigação de Alto Paraná/PNPY aturam intensamente na troca de informações, na tentativa de localizar o foragido da Justiça Catarinense, comarca de Imaruí.

Assim, no final da tarde desta quarta-feira (15), em uma casa situada no Km 4 em Cidade de Leste/PY, equipes do Departamento de Investigação de Alto Paraná da Polícia Nacional, localizaram o foragido. Logo após procedimento de expulsão realizada pelo Paraguai, o homicida foi entregue na Ponte Internacional da Amizade às equipes do CIOF, Força Nacional e Polícia Civil do Paraná. Na ocasião foi formalizado o ingresso do brasileiro foragido junto ao setor de migração da Polícia Federal na PIA. 

Em seguida, as equipes do CIOF, FN e PCPR, formalizaram a entrega do preso na 6ª SDP para procedimentos legais. A Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Delegacia de Imaruí, deu início às tratativas para transferência do preso para o território catarinense.

De acordo com as apurações, poucos dias após os crimes praticados em Imaruí/SC, o autor dos disparos deslocou-se cidade de Leste – Paraguai, tendo alugado uma casa no Km 4. Desde então (aproximadamente 9 meses), o investigado locava quartos para dezenas de brasileiros de diferentes estados que cursam a faculdade de medicina naquele país vizinho.

Entenda os crimes praticados na cidade de Imaruí/SC:

No dia 20 de março de 2019, ocorreram os crimes de homicídio consumado e tentativa de homicídio, duplamente qualificados (motivo torpe e recurso que dificultou a defesa das vítimas) na cidade de Imaruí/SC, que foram motivados por um desacordo numa negociata de compra e venda de um terreno. 

Logo após a realização de diligências investigativas, descobriu-se que dois homens praticaram os crimes, os quais tiveram as prisões preventivas decretadas pelo Poder Judiciário após representação da Polícia Civil da comarca de Imaruí. Nos dias subsequentes a Polícia Civil, com apoio da Polícia Militar local, realizaram várias diligências de campo com a finalidade de cumprir o mandado de prisão dos suspeitos, tendo êxito na prisão de apenas um deles. O segundo (autor dos disparos) não foi localizado, permanecendo foragido da justiça Brasileira até esta quarta-feira (15).