Os alunos estavam eufóricos com a formatura. Pais, parentes e professores marcaram presença.
Os alunos estavam eufóricos com a formatura. Pais, parentes e professores marcaram presença.

Tubarão

Com entusiasmo e grande público, 800 alunos do 5º ano das redes privadas e pública de Tubarão receberam ontem à noite os certificados do Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd). A formatura ocorreu no Espaço Integrado de Artes da Unisul.

Trabalhar a prevenção e chegar antes dos criminosos é o principal objetivo. Neste ano, novos temas foram incluídos na grade curricular do programa: bullying e ciberbullying.
Para o coordenador do Proerd na região, capitão Silvio Roberto Lisboa, a inovação superou as expectativas. “Estes dois assuntos nos deixaram bem satisfeitos, principalmente pela receptividade das crianças. Eles estão bem mais conscientes em relação a isto”, comemora o capitão.

Três redações foram escolhidas como destaque e lidas na solenidade pelos seus autores. Os formandos receberam como brindes o mascote do Proerd (leão), uma camiseta e um marcador de texto.
No fim do evento, todos fizeram um juramento com o comprometimento de ficar longe das drogas e da violência. Como último ato, os alunos cantaram e dançaram a música do Proerd.
As aulas iniciaram em agosto, em um total de 12 encontros semanais de 45 minutos cada. Brincadeiras, teatros e apresentação de vídeos fizeram parte do método de ensino.}

Conteúdo trabalha muito a determinação

Neste ano, participaram do Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd) em Tubarão 1.750 alunos, em duas formaturas. Isto totaliza, desde o início do programa, em 1999, 23 mil estudantes na Cidade Azul e 39 mil na região do 5º Batalhão da Polícia Militar, que compreende seis municípios.

O conteúdo ministrado às crianças possui informações sobre as drogas, com destaque para o álcool e o cigarro, como resistir às pressões de colegas, formas de ficarem seguros em termos de prevenção para evitar situações de risco e a prática da tomada de decisão para fazer boas escolhas como cidadãos.