terça, 20 de agosto de 2019
Facebook Instagram Twitter Youtube
48 3053-4400

Segurança

No RJ: Explosão na CSN deixa funcionários hospitalizados

Entre 20 e 30 pessoas foram intoxicadas ou sofreram ferimentos corporais. Casas próximas tremeram na manhã desta quarta-feira (15). Esta é a terceira neste ano

Publicado em 15/05/2019 11h32

No RJ: Explosão na CSN deixa funcionários hospitalizados

Entre 20 e 30 pessoas foram intoxicadas por inalação de fumaça ou ferimentos corporais após uma explosão na Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) em Volta Redonda, RJ, no Sul Fluminense. Segundo representantes da Siderúrgica, os funcionários inalaram pó. O acidente ocorreu no setor de aciaria, onde o ferro-gusa é convertido em aço, conforme o Sindicato dos Metalúrgicos do Sul Fluminense, mas o número exato de trabalhadores atingidos ainda não foi confirmado.


A CSN divulgou uma nota informando o motivo da explosão e da fumaça escura que tomou os céus da região há algumas horas da manhã de hoje (15), na altura da Vila Santa Cecília. O material esclarece que os funcionários que inalaram pó estavam no local onde houve uma reação química que provocou deslocamento de ar enquanto era retirada a escória da panela de aciaria.


Nos sites locais, os moradores da região informaram que as casa próximas até tremeram no momento da explosão. Os funcionários foram levados para o Hospital das Clínicas de Volta Redonda e atendidos pelo departamento médico da empresa. 


SituaçãoEsta é a terceira explosão este ano. Em abril, uma falha mecânica causou incêndio no mesmo local, mas sem feridos, quando um dos quatro regeneradores do Alto-Forno 3 falhou. Poucas semanas antes, outro incêndio ocorreu exatamente no setor da aciaria (onde o ferro-gusa é transformando em aço), desta vez com feridos, sem gravidade.


Na época o diretor do Sindicato dos Metalúrgicos de Volta Redonda, José Elias disse que:  “Foram duas explosões significativas, isso não é normal”. Para ele viria mais: “Na prevenção de acidentes, a gente fala o seguinte: quando começam a ocorrer fatos dessa natureza, é sinal de que algo pior está por vir”, alertou. “Isso não é normal, a siderúrgica tem que tomar as providências para saber o que está acontecendo”, completou.


Em relação ao acidente anterior , José Elias cobrou respostas. As causas ainda estão sendo investigadas, mas indicam a possibilidade de ser contaminação na sucata, segundo ele. Na avaliação do sindicato, os trabalhadores estão sendo expostos a risco duplo. “As duas explosões foram seguidas de muita sorte, só por isso não houve feridos [graves]”, disse.


2018

Em março de 2018, a situação da CSN não era diferente e a Empresa emitiu nota sobre o assunto. "Por volta das 18h20, ocorreu uma forte reação durante o carregamento de sucata do Conversor C da Aciaria de Aços Planos, o que ocasionou impacto sonoro e fuga de particulados pelo lanternim. As equipes técnicas da CSN estão analisando as possíveis causas dessa ocorrência, as quais serão comunicadas posteriormente ao Instituto Estadual do Ambiente. Não houve impacto na produção da empresa. Não houve feridos. Os três operários (envolvidos no acidente) receberam atendimento médico, de praxe, porém sem ferimentos. Apenas um deles foi encaminhado para hospital, porque a pressão arterial subiu".


Fonte: O Estado
VOLTAR
Banner ServerDo.in
Banner ServerDo.in
Notisul - Um Jornal de Verdade
LIGUE E ASSINE (48) 3053-4400 Rua Ricardo José Nunes, 346 - Jardins de Pádova - Santo Antônio de Pádua - CEP: 88701-571 - Tubarão/SC
Copyright © Notisul - Um Jornal de Verdade 2019.