terça, 17 de julho de 2018
Facebook Instagram Twitter Youtube
48 3053-4400

Segurança

Sistema prisional é pauta de cúpula do TJ

Publicado em 07/07/2018 00h03

Florianópolis


O Tribunal de Justiça promoveu, nesta quinta-feira, em sua sede, reunião com os juízes-corregedores de presídios para avaliar a situação do sistema prisional em todo o Estado. Entre outros temas, dois concentraram a atenção dos presentes: a possibilidade de ampliação do número de comarcas que realizam audiências de custódia e a reavaliação das interdições nas unidades prisionais de Santa Catarina. Na prática, medidas que possam auxiliar na busca de soluções para o grave problema prisional pelo qual passa o Estado, responsável inclusive por um decreto do poder Executivo que determinou estado de emergência nesta área específica da segurança pública.

O presidente do TJ, desembargador Rodrigo Collaço, acompanhou a reunião, sob o comando do corregedor-geral da Justiça, desembargador Henry Petry Junior, e do coordenador do Grupo de Monitoramento e Fiscalização (GMF), desembargador Leopoldo Augusto Brüggemann. “O decreto emergencial editado pelo governo do Estado foi adequado, atual e imperativo”, resumiu o desembargador Petry, indagado sobre a conveniência da medida. Ele adiantou a pretensão de, muito em breve, expandir a realização de audiências de custódia para comarcas de todas as regiões.

Hoje, apenas 14 comarcas realizam esse expediente, que também necessita de apoio operacional da Polícia Militar e da Secretaria de Justiça e Cidadania, por meio do Departamento Estadual de Administração Penal.


VOLTAR
Notisul - Um Jornal de Verdade
LIGUE E ASSINE (48) 3053-4400 Rua Ricardo José Nunes, 346 - Jardins de Pádova - Santo Antônio de Pádua - CEP: 88701-571 - Tubarão/SC
Copyright © Notisul - Um Jornal de Verdade 2017. Desenvolvido por Demand Tecnologia e Bfree Digital