domingo, 16 de dezembro de 2018
Facebook Instagram Twitter Youtube
48 3053-4400

Quarta Crítica - Ismael Medeiros

Ideologia

Publicado em 16/08/2018 00h10

Caro leitor, o compositor Cazuza (1958-1990), disse a seguinte frase em uma de suas músicas: “as ideias não correspondem mais aos fatos”. Apesar de escrita nos idos dos anos de 1980, reflete muito bem nossa atual realidade político/administrativa. Não há hoje na política brasileira, se é que em algum momento existiu, a clara manifestação ideológica. O que existe são propostas pela manutenção do poder, ou tratativas para alcançá-lo. É fato que o Brasil mudou. Se outrora nós brasileiros tínhamos o estereótipo de interessar-se apenas por futebol e carnaval, hoje rompemos este elo e estamos, mesmo que ainda de forma tímida, mais interessados em política. Hoje, os debates sobre o tema acontecem em ambientes diversos, como em grupos de amigos, nos botequins da esquina, no churrasco em família, etc., ou seja, estamos incorporando estas discussões em nosso cotidiano. Demos um pequeno, mas  importante passo para realmente transformarmos o Brasil no Brasil que queremos.

Algumas cortinas de fumaça ainda permanecem e precisamos nos ater a elas. Por exemplo: você sabe exatamente como funciona nosso sistema de representatividade política? Você exatamente qual é a função dos poderes executivos e legislativos? Apesar destes dois questionamentos parecem óbvios, uma recente pesquisa encomendada pelo jornal O Globo mostrou que 55,5% dos entrevistados não sabem exatamente as funções destes papéis. Este é o ponto que gostaria de propor para reflexão. Naturalmente que compreender quais as ideias de quem pretende comandar o país pelos próximos quatro anos é importante, mas a grande discussão de fundo que precisa realmente ser realizada por nós eleitores é como ficará a composição das Câmaras (estaduais e federal) e Senado.

Estas casas possuem influência direta sobre as implantações de políticas públicas propostas pelo presidente e/ou governadores. Logo, se a proposta de votar em determinado candidato à presidência ou ao governo estadual for a de mudança, é preciso também assumir que aqueles que legislam igualmente precisam ser renovados.  Atualmente, neste campo, vivemos sob um enorme paradoxo, afinal temos representantes que durante o dia legislam e fiscalizam as ações do executivo, e à noite retornam para o conforto de sua cela no presídio da Papuda. Em qualquer país minimamente sério um fato como este seria considerado uma afronta à sociedade, mas aqui, nosso atual cenário permite que tenhamos descalabros deste porte. Se você também concorda que este fato é imoral, lembre estas regras são feitas pelos membros da Câmara, não pelo presidente. Apenas para citar um pequeno exemplo.

Diante de tudo o que temos acompanhado, nunca foi tão importante estabelecermos critérios claros e objetivos para o voto. Logo, a palavra-chave para as próximas eleições é “critério”. Qual o critério que nos levará a depositar um voto de confiança em um determinado candidato? Ainda citando Cazuza, “ideologia eu quero uma pra viver”. Lembre-se: enquanto ficarmos distantes da política, de forma a permitir que a politicagem prevaleça, continuaremos a financiar os mesmos, exigindo que as coisas mudem. Não vai mudar! Reflitamos, e assim a vida segue...


VOLTAR
Notisul - Um Jornal de Verdade
LIGUE E ASSINE (48) 3053-4400 Rua Ricardo José Nunes, 346 - Jardins de Pádova - Santo Antônio de Pádua - CEP: 88701-571 - Tubarão/SC
Copyright © Notisul - Um Jornal de Verdade 2017. Desenvolvido por Demand Tecnologia e Bfree Digital