Após o ministro da Educação, Abraham Weintraub, ofender os funcionários do PT na Câmara que ganharam R$ 120 milhões com um bolão na Mega-Sena, o comentarista da Globo Ricardo Amorim seguiu a mesma linha, sugerindo, de forma preconceituosa, que os vencedores teriam trapaceado para vencer.

Seu comentário foi duramente repreendido e criticado nas redes sociais: “Não entendi. Se a cada mais de 50 mihões de apostas na Mega-Sena apenas uma ganha, por que a que ganhou desta vez não poderia ser uma aposta de assessores do PT? Eles não jogaram? Quem joga não pode ganhar?”, rebateu seu colega da Globo Ricardo Noblat.

“… nunca antes na história desse país Ricardo Amorim colocou em dúvida o prêmio da Mega-Sena.. até o mesmo ser ganho por um grupo de assessores do PT.. um canalha é sempre um canalha..”, postou o internauta Dani Bacedo.

“Não tem fraude. O prêmio que é repassado aos ganhadores é apenas 30/40% do valor arrecadado no total. Pro governo é muito lucrativo a mega sena, e não compensa fraude. Sem contar que o atual governo é total contra o PT. Chance 0 de fraude”, lembrou Calebe Teixeira.