Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, esteve em Jaguaruna para assinatura do contrato de Concessão da BR 101 Sul, que ficará em vigor durante os próximos 30 anos.

O Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, esteve em Jaguaruna para a assinatura do contrato de concessão da BR-101/Sul. A cerimônia aconteceu na manhã desta segunda-feira (6) no saguão do Aeroporto Regional Sul – Humberto Ghizzo Bortoluzzi, e contou com a presença de autoridades do Governo Estadual e Federal, e autoridades da Região de Criciúma. Da Amurel, participou apenas o presidente da Associação, prefeito de Treze de Maio, Clesio Bardini de Biasi.

O trecho concedido tem 220,42 km de extensão e passa pelos de Paulo Lopes, Garopaba, Imbituba, Laguna, Pescaria Brava, Capivari de Baixo, Tubarão, Treze de Maio, Jaguaruna, Sangão, Içara, Criciúma, Maracajá, Araranguá, Sombrio, Santa Rosa do Sul e São João do Sul. O empreendimento prevê investimentos de R$ 3,4 bilhões e custos operacionais de R$ 4,0 bilhões, nos 30 anos de duração da concessão.

Marco Cauduro, CEO da Concessionária Catarinense de Rodovias S.A (CCR), diz que a empresa não tem anos anos de responsabilidade na entrega de serviço de qualidade para o setor. “Temos uma reponsabilidade diante das comunidades que a gente impacta, damos nossa palavra de compromisso pelo trabalho de excelência que vamos prestar”.

O diretor-geral em exercício da ANTT, Marcelo Vinaud Prado, afirma que o contrato de concessão está bem elaborado e pronto para os usuários poderem usufruir do melhor de uma infraestrutura adequada. “Temos certeza do compromisso da concessionária. E da ANTT vocês podem esperar  o melhor em termos de gestão  e fiscalização do contrato.”.

A vice-Governadora Daniela Reinehr diz que infraestrutura em Santa Catarina não é gasto, é investimento e que o Estado tem macrorregiões bem desenvolvidas, só falta estrutura. “É um setor que agrega a balança comercial federal e concessão terá um retorno rápido aos cofres públicos e ao desenvolvimento do país do Estado”.

De acordo com o Ministro da Infraestrutura, o Governo Federal faz concessões para tornar o Brasil mais eficiente, com custos menores. “Nossas concessões salvam vidas e geram riqueza. Parabéns à CCR que estudou, confiou no projeto e fez uma proposta agressiva porque enxergou sinergias que existem no trecho Sul. O Estado ganhou uma grande concessionária e vai fazer um grande trabalho. Parabéns aos catarinenses por receberem esse contrato que ganha corpo e logo já irão sentir a prestação dos serviços”.

 

Entre no nosso grupo do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/Notisul.