quinta, 22 de agosto de 2019
Facebook Instagram Twitter Youtube
48 3053-4400

Política

Ministra Damares Alves culpa meninas que não usam calcinha por estupro

A chefe nacional dos Direitos Humanos sugeriu construção de fábrica de calcinhas na Ilha de Marajó (PA)

Publicado em 25/07/2019 20h40

Ministra Damares Alves culpa meninas que não usam calcinha por estupro

Damares Alves mostrou os resultados do programa Abrace o Marajó, na última quarta-feira, 24, em Brasília (DF), e deu uma declaração polêmica.


Segundo a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, as meninas da ilha do Marajó - arquipélago paraense escolhido para combater a exploração sexual e violência contra crianças, adolescentes, juventude, mulheres e pessoa idosa –-são estupradas porque não usam calcinha.


Partindo deste raciocínio, a política ressaltou que conseguiu muitas doações de roupas íntimas para mandar para a região e disse que a melhor forma de combater o crime seria levar fábricas de calcinhas para lá para dar emprego e produzir as peças a preço mais barato.


“Se a mulher permanece com o agressor porque depende dele financeiramente, vamos trazer oportunidade a elas no emprego ou no empreendedorismo. Se as crianças são trocadas por alimentos ou óleos diesel que movimentam os barcos, vamos atacar o crime, conscientizar, mas também trazer as empresas que promovam a renda dessas famílias”, declarou a ministra.


VOLTAR
Banner ServerDo.in
Banner ServerDo.in
Notisul - Um Jornal de Verdade
LIGUE E ASSINE (48) 3053-4400 Rua Ricardo José Nunes, 346 - Jardins de Pádova - Santo Antônio de Pádua - CEP: 88701-571 - Tubarão/SC
Copyright © Notisul - Um Jornal de Verdade 2019.