Na revista Veja deste dia 2 de novembro, com uma matéria histórica no Brasil sobre a fé de Mitt Romney, o multimilionário ex-governador do estado americano de Massachusetts. O principal postulante do Partido Republicano que ainda não tem um nome mais forte começou por New Hampshire, um dos estados que votam mais cedo nas primárias partidárias e onde uma vitória em fevereiro pode fortalecer sua chance de conquistar a indicação do partido para enfrentar Barack Obama nas urnas para a presidência dos EUA em 2012. Pelo correspondente André Petry à revista Veja, a maior revista do Brasil e a 4ª maior no mundo, visitou o berço dos (Santos dos Últimos Dias) no oeste americano fundado e colonizado pelos assim mundialmente conhecidos “mórmons” na cidade do grande Lago Salgado, estado de Utah, conhecida por ter se tornado uma metrópole no deserto”. (Salth Lake City – Utah). A matéria focaliza em delinear a fé de Romney.
 
“Com a liderança de Mitt Romney nas pesquisas, a pergunta agora é: Os EUA estão preparados para ter um presidente Mórmon?”. Eu sou suspeito em falar, mas os mórmons têm provado ao longo do tempo em todos os países em que estão fixados a sua capacidade de lealdade, liderança e organização em prol do progresso em todas as áreas sociais e educacionais ale, é claro das espirituais. Como uma religião cristã, ao contrário do que muitos acreditam e ensinam nas mais diversas igrejas pelo mundo, os mórmons têm a sua crença baseada nos ensinamentos de Jesus Cristo e assim deixam claro já no nome da igreja: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Na primeira regra de fé da igreja mórmon, está escrito: “Cremos em Deus, O Pai eterno, e em Seu filho Jesus Cristo e no Espírito Santo.” Para nós, Santos dos Últimos Dias, a lealdade aos governantes é uma questão que sabemos ser fundamental para a construção e manutenção de uma sociedade livre e segura. Nas 12ª e 13ª regras de fé mórmon, está escrito o seguinte: “12ª Cremos na submissão a reis, presidentes, governantes e magistrados; na obediência, honra e manutenção da lei. 13ª Cremos em ser honestos, verdadeiros, castos, benevolentes, virtuosos e em fazer o bem a todos os homens; na realidade, podemos dizer que seguimos a admoestação de Paulo (Filipenses 4:8): Cremos em todas as coisas, confiamos em todas as coisas, suportamos muitas coisas e esperamos ter a capacidade de tudo suportar. Se houver qualquer coisa virtuosa, amável, de boa fama ou louvável, nós a procuraremos”.
 
A religião do candidato republicano Mitt Romney não será um obstáculo no ponto de vista prático, mas sim uma força que o ajudará a erguer o país já que a economia é provavelmente o principal problema do governo Obama, a igreja mórmon é uma força social e espiritual de apoio humanitário e tem feito muito pelos seus membros e pelos EUA em contraste com as perseguições que sofrem.
 
Romney, de 64 anos, espera poder concentrar sua campanha em sua experiência nos negócios, no momento em que os EUA lutam com um desemprego alto e um crescimento fraco.
 
Ele tem um sistema de arrecadação de fundos poderoso e eficiente em ação, pois conseguiu levantar espantosos US$ 10,25 milhões por telefone em oito horas em Nevada no mês de maio. A maioria das pesquisas de opinião mostra outros postulantes republicanos, como Newt Gingrich, ex-líder da câmara dos deputados, e Tim Pawlenty, ex-governador de Minnesota, todos atrás de Romney por uma larga margem. “Em um cenário de disputa relativamente aberto, Romney está na dianteira do ponto de vista da organização e da arrecadação de fundos a essa altura”, dizem os estrategistas políticos nos EUA.