A criminalidade aumenta a cada piscar de olhos e não se sabe o porquê, mas estuda-se que um dos maiores fatores seja a desorganização social, causada pela falta de ordem que deveria ser emanada das autoridades públicas. Estudiosos norte-americanos constataram, através da Teoria das Janelas Quebradas (Broken Windows Theory), que, se os crimes de menor porte forem combatidos do modo correto, em pouco tempo pode-se trazer sossego a uma sociedade insegura e atormentada pela desordem.

Esses estudiosos realizaram experiências e, com elas, constataram que, se a janela de um prédio for quebrada e não for rapidamente consertada, as pessoas que por ali passarem concluírão que não existe autoridade responsável pela conservação daquele local. E logo as outras janelas estarão destruídas e todo o prédio estará degradado, bem como a decadência se alastrará pela rua, criando um ambiente hostil e um terreno propício para a criminalidade.

Ante estes resultados, observou-se que a polícia tolera os menores crimes e, como consequência, ocorre o aumento dos crimes de grande porte, por isso deve-se punir também aqueles crimes “menores”, mas com a ressalva de que devem ser punidos da maneia correta e equilibrada, ou seja, aplicar a pena de uma forma mais adequada, fazendo com que o criminoso tenha chance de se recuperar e ser útil para a sociedade, podendo realizar trabalhos em entidades filantrópicas, bem como auxiliar nos trabalhos dos entes federativos (união, estados, municípios e Distrito Federal) no que puder ser útil, ocupando assim o seu tempo durante o cumprimento da pena.

Punir da maneira correta e equilibrada também está intimamente ligado com o sistema penal brasileiro, vez que é deficiente, principalmente no que tange as penitenciárias, presídios, porque a decadência destes estabelecimentos carcerários interfere na ressocialização do preso, haja vista que estes ficam todo o tempo de cumprimento da pena em suas celas, esperando os dias passarem, sem serem úteis para a sociedade e pensando que crime irão cometer quando saírem de lá, o que gera criminosos ainda mais perigosos, e que quando saírem destes estabelecimentos serão aqueles que passaram em frente ao prédio com a janela quebrada e destruíram todo o resto.