O processo de comunicação é mais importante e complexo na vida conjugal do que nos damos conta.
Quando duas pessoas se unem, seja namoro, noivado ou casamento, ambos trazem uma história de vida, uma cultura, vivências, que ditam a maneira como cada um se expressa e transmite suas ideias, seus pensamentos. Ao nos relacionarmos mais intimamente, essas diferenças passam a gerar dificuldades, e conflitos se inserem na rotina da vida conjugal.
Dessa forma, a comunicação, ao invés de ser uma aliada, passa a ser uma arma usada pelos cônjuges no dia-a-dia do casal.

Nessa fase, começam a se instalar os mecanismos de defesa (ataque) de cada par, onde os pares se dedicam com mais vigor ao serviço, aos filhos, usam a televisão, jornais e até doenças para se esquivar do cônjuge, ambos se retiram do cenário, já não se vê mais diálogo, a parceria que se espera entre duas pessoas que resolveram um dia viver juntos já não acontece mais.
Nesse momento, a relação está por um fio, e mais do que nunca o bom senso, a calma e a busca por ajuda devem ser acordadas entre os cônjuges, pois já não podem mais por si só achar o ponto de equilíbrio da relação.
Procurar atendimento psicológico é de suma importância. Na terapia, o casal poderá, com a ajuda de um profissional capacitado, identificar quais as interdições de cada um, as repetições que cada par expressa na relação através da comunicação.

No processo de ,psicoterapia os cônjuges têm a oportunidade de conhecer mais a fundo sua constituição, seus desejos, necessidades, limitações, medos e aptidões. Ampliando as possibilidades de cada cônjuge, eles terão uma maior estabilidade emocional e uma capacidade de fazer escolhas mais conscientes, gerando mais qualidade de vida para cada um.
É bom lembrar que quando um casal busca ajuda através da psicoterapia não faz apenas um investimento na saúde conjugal, mas também na saúde de cada indivíduo.
Ressalta-se que as dificuldades de relacionamento podem gerar vários tipos de conflitos e estes quando não são bem assimilados, podem gerar os mais variados tipos de transtornos, onde perdas e limitações podem ser enormes.