A  ejaculação é a expulsão do sêmen, provocado pelo estímulo sexual do homem. Já a ejaculação precoce é a expulsão do sêmen que ocorre antes ou imediatamente após o estímulo sexual, seja ele com ou sem penetração, ou seja, o homem ejacula rapidamente, antes do momento desejado, e como consequência ocorre à falta de prazer e frustração dele e principalmente de sua parceira.
 
Existem dois tipos de ejaculação precoce: a ejaculação precoce primária, onde o problema está presente desde o início da vida sexual do homem e às vezes até é considerado uma condição normal pelo mesmo. E a ejaculação precoce secundária, que ocorre depois de um tempo na vida sexual do homem, normalmente associadas a situações de sua vida, questões emocionais, estresse, ansiedade e etc.
 
Atualmente, estima-se que cerca de 30% dos homens sofre de ejaculação precoce e, destes 30%, a maioria causada por questões psicológicas e emocionais. Uma boa forma de avaliar se essa condição é psicológica é analisar se ela ocorre sempre na relação sexual ou masturbação ou apenas em certas ocasiões, em certos lugares e situações. Se sempre ocorre ejaculação precoce independente da condição/situação, é provável que haja fatores fisiológicos envolvidos. Se só ocorre sob certas condições/situações, muito provavelmente essa situação está sendo provocada por questões psicológicas e emocionais.
 
Nesse sentido, é importante procurar um urologista para fazer um check up para verificar a possibilidade de a ejaculação precoce estar sendo causada por questões orgânicas, como problemas na próstata e na uretra, níveis anormais de hormônios e etc…
 
Dentre as causas psicológicas, incluem as primeiras experiências masturbatórias e sexuais, ansiedade, culpa pelo sexo ou masturbação, medo de ser pego se masturbando ou fazendo sexo, muita expectativa em relação ao seu desempenho, estresse, problemas de relacionamento e etc.
 
Alguns homens tentam ignorar o problema, fingindo que ele não existe, mas essa postura não vai resolver sua dificuldade. Muitos preferem se calar, evitando se abrir com sua parceira e assumir que sofre com isso. Muitos problemas de casais e até casos de separação são provocados por esse tipo de problema e da recusa do homem em tratar. Causando insatisfação nas mulheres, que acabam se sentindo desprezadas e deixadas de lado. O ideal é conversar sobre isso com a parceira e procurar ajuda profissional. Além disso, a ejaculação precoce, se não for tratada, em longo prazo pode gerar outros problemas como impotência.
 
Uma forma de tratamento que está sendo utilizado com sucesso para casos de ejaculação precoce é a hipnose. Hipnose é um estado especial de consciência que possibilita mudanças de ordem fisiológica, comportamental e psicológica. A hipnose clínica ou hipnoterapia utiliza a hipnose para fins terapêuticos, facilitando, agilizando e potencializando o processo de cura, mudança e transformação das pessoas. Hoje, a hipnose tem comprovação e métodos científicos e é utilizada por profissionais da saúde com reconhecimento da medicina, odontologia e psicologia. 
 
Nesse estado de transe hipnótico, podem-se acessar mais facilmente conteúdos inconscientes e tratar os medos, inseguranças, ansiedades, pensamentos negativos, condicionamentos mentais e o excesso de sensibilidade no pênis que envolvem a ejaculação precoce e desta forma podendo optar por uma vida sexual mais prazerosa e satisfatória para ambos os parceiros, pois, obtendo o controle ejaculatório, é possível não só aumentar o próprio prazer, como aumentar o prazer e orgasmos da sua parceira.
 
A hipnose deve ser realizada por um profissional qualificado, dentro de um contexto psicoterapêutico, ou seja, em conjunto com o tratamento psicológico, trabalhando assim as causas do problema e rompendo o ciclo de ejaculação precoce e sua consequente insatisfação e dificuldades. Em geral a pessoa vai percebendo melhora a cada sessão, melhorando gradativamente até adquirir suficiente auto-confiança e auto-controle para ter relações sexuais prazerosas pelo tempo que desejar.