Nesses últimos dias, para quem vem acompanhando os noticiários, percebeu um novo “medo” rondando o planeta, a tal de gripe suína – Influenza A (H1N1). Cuidado! Ela é perigosa. É bom lembrar também que a gripe suína – Influenza A (H1N1) – é uma doença respiratória e que tem sintomas similares ao de uma gripe comum. Como febre, dor de cabeça, tosse, dores musculares e articulações, irritação dos olhos e fluxo nasal. Ficar em alerta não faz mal a ninguém.

As estatísticas do século passado não são as melhores, cogita-se que ela já matou 40 milhões de pessoas no ano de 1918. Essa doença surgiu em lugares de criações de porcos e reúne genes de vírus que infectam suínos, aves e humanos. A sua transmissão da-se como em qualquer outro tipo de gripe. Todos nós podemos ficar contaminados e por isso a preocupação. Ela afeta até os países do G-20, não olha condição financeira, religião ou hierarquia de poder.

A gripe suína – Influenza A (H1N1) – uniu o mundo e fez tomar medidas semelhantes para o mesmo problema. Dá a impressão que os países estão trabalhando juntos pela segurança de todos. Gostaria que este espírito continuasse. Temos pelo mundo milhares morrendo em guerras, por malárias, dengues, drogas, Aids e entre outras doenças. E qual a atitude coletiva tomada para esses problemas? Sem contar os que morrem de fome, crianças abortadas e a morte de civis, por balas perdidas em nossas favelas e ruas.

Não podemos brincar com essa gripe. Pois ela pode evoluir de forma imprevisível, e o que ela está matando são seres humanos. E também não podemos mais brincar com as outras formas de matanças. Precisamos de mais dignidade, e condições humanas para viver. Rezo para que essa gripe deixe uma boa lição para a sociedade. Temos ainda muitos morrendo em corredores de hospitais ou por falta de remédios e médicos. Rezo para que ninguém mais morra por causa dessa gripe. Nosso olhar deve focar também a nossa rua, pois lá ainda possui pessoas morrendo. Precisamos parar de ouvir tantas informações ruins. Só que para isso é preciso fazer alguma coisa.