Maurício da Silva
Diretor-Presidente da Fundação de Educação de Tubarão

Nunca, em época alguma, a Educação Municipal de Tubarão recebeu tantos recursos de uma só vez.  Foi R$ 1,5 milhão em obras e serviços, para implementar o Projeto Pedagógico das Escolas.
Principalmente em uma época de baixa atividade econômica no país, de redução dos repasses para as prefeituras e de congelamento (PEC do teto de gastos) e contingenciamentos dos recursos federais para Educação.

Para zerar, ainda em 2019, a fila de crianças à espera de vaga na Educação Infantil – eram 700 no início desta gestão – serão construídas mais sete salas de aulas, para atender famílias distantes das vagas, compradas pela prefeitura na rede privada – outro monumental investimento.
Todas as salas de aula serão climatizadas com 80 novos aparelhos e troca das respectivas redes elétricas.

Professores postarão, a cada dia, com mais facilidade, a frequência dos alunos e os conteúdos trabalhados etc., facilitando o acompanhamento dos pais via notebook, smartphone ou outro – com a instalação de 20 novos computadores nas escolas.

A hora-atividade (preparar aula, elaborar e corrigir provas e outros) será, mais facilmente, cumprida, construindo-se salas e banheiros para professores nas escolas que não os possuem. Junto do Reforço, no contraturno, para alunos com média menor que sete, constituem fortíssimo investimento em favor da melhoria do ensino e da aprendizagem.

Cinco escolas de Educação Infantil receberão parques, fundamentais para desenvolver aprendizados previstos na nova Base Nacional Comum Curricular.

Escolas com coberturas comprometidas, como Paulo Herdet, Irene Botega, Cantinho da Alegria, Recife e Manoel Rufino Francisco serão totalmente restauradas.  Somam-se Balão Mágico, Estrelinha Brilhante, João Hilário Mello, Branca de Neve, totalmente, revitalizadas com a ajuda de empresas e da comunidade e Faustina da Luz Patrício e Juscelino Kubitschek cuja ordem de serviço será entregue em breve.

Espaços comprometidos pelo vendaval de 2016 e pelas recentes chuvas, como o refeitório da escola Francelino Mendes, quadra da Escola São Martinho e muros de escolas, como a São Cristóvão e outras, serão totalmente refeitos.

Enfim, foram atendidas 43 das 47 unidades. As demais ocorrerão no mês de setembro. E os professores efetivos da rede municipal recebem uma das melhores médias salariais de Santa Catarina.

Educação em Tubarão é prioridade, na prática.