Nos tempos passados, as estórias infantis eram  contadas pelos pais ou avós para fazer filhos e netos dormirem sonhando com cordeirinhos pulando cerca. Uma das preferidas pelas crianças era Chapeuzinho Vermelho. Com o passar dos tempos, as estórias foram esquecidas. Deixamos, então, um pouco a ficção de lado para ouvir a realidade. Até porque, a tecnologia de hoje encarrega-se de levá-las para os seus quartos com as próprias pernas sem precisar embalar berços ou camas. Mas, sobretudo, o lobo mau, este ápice predador, ainda não foi esquecido por alguns, que ainda desejam ressuscitar a imagem deste animal selvagem para infernizar a vida de crianças e adultos. 
 
Mas, onde queremos chegar relembrando esta estória? É muito simples. Aproveitando-se deste espaço cedido por este veículo de comunicação, vamos agora contar uma verdadeira história do lobo mau e dos chapeuzinhos vermelhos que estão por aí em todos os cantos e recantos. Dias atrás, ouvi através de emissora de rádio, aqui de Tubarão, que certo “pastor” pertencente a uma determinada igreja convidou alguns membros – isto inclui talvez meninas, moças, mulheres ou quem sabe meninos e rapazes – para fazer um “retiro espiritual” com o propósito que este encontro religioso fosse para honrar e louvar a Deus. Mas, para a surpresa dos fiéis, o cujo “pastor” ou lobo levantou uma estátua a baal e deu-se lugar para uma festa promovida pelo assédio sexual ou quem sabe chegando até as vias de fato. 
 
Podemos notar então que os lobos, (os bichos-homens) reaparecem nesta nova saga e em todos os círculos de nossa sociedade, inclusive chegou até onde não devia chegar. Mas, quem são estes lobos? Onde estão e onde vivem? Vivem por aí, numa grande matilha bufando e soprando no cangote das supostas vítimas. Você  quase não os reconhece porque eles revestem-se de pele de cordeiro para atrair as suas presas para as suas armadilhas que vão além de uma deliciosa cesta de frutas até as armadilhas sofisticadas e muito bem camufladas. 
 
De  tempos para cá, tenho ouvido falar muito de pastores e padres que se deixaram cair pelo pecado da luxúria e do sexo. Escândalos e crimes de adultério e pedofilia se ajoelham junto com padres e pastores dentro de suas sinagogas. Estamos vivendo em uma época de trevas morais, onde já não podemos mais acreditar e confiar em tudo que vimos e temos. Portanto, estes homens que se dizem serem os legítimos representantes de Deus na Terra devem, acima de tudo, zelar por suas reputações e obrigações. 
Para uma sociedade que hoje está à beira da falência e que luta contra os maus exemplos, não podemos de maneira alguma permitir que dos púlpitos das igrejas, ao invés de fluir bênçãos, saiam maldição. Mas como confiar nas igrejas, sendo que falsos pastores querem devorar as ovelhas e padres que se escondem atrás das batinas cometem os crimes de pedofilia. Então, lobos ou cordeiros? Em quem você está depositando sua fé ou o seu dinheiro? Você é capaz de reconhecer um lobo no meio dos cordeiros? 
Para finalizar este artigo, vamos deixar o verdadeiro antídoto, aquele que desarma qualquer tipo de armadilha. Basta apenas que você siga certas instruções divinas ditas por Deus e não por homens falhos. No livro de Salmos, o capítulo 119:105 dia: “Lâmpada para os meus pés é a tua palavra, e luz para o meu caminho”. 
 
O problema é que muitos falsos pastores se aproveitam da falta de instrução de muitos e distorcem e ensinam a doutrina de maneira errada, para tirar proveitos e proventos dela. Mas o profeta Jeremias denuncia este tipo de pastores-lobos. (JER: cap. 23:01): “Ai dos pastores que destroem e espalham as minhas ovelhas do meu pasto”. O evangelista Mateus avisa: “Acautela-vos, porém dos falsos profetas que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores” (Mateus – cap 7:15). 
 
Mas como poderemos fugir da tocaia destes lobos? O evangelista João responde claramente (5:39): “Examinai as escrituras (a Bíblia). Ora, dirão alguns: todos os caminhos serão levados ao céu. Será? Vamos comparar o que estes lobos estão falando com o que está escrito na palavra de Deus. Leia em Mateus (7: 21ª23): “Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai que está no céu”. Quer saber o final e o que vai acontecer com estes falsos pastores? Qual será a sua punição? Então leia os dois últimos versículos na sua casa. Você vai aprender para saber a se defender das armadilhas dos lobos, digo do bicho-homem.