Comemoramos neste domingo o dia do hoteleiro. Hoteleiro geralmente é definido como dono ou administrador de hotel. Mas, para quem pesquisa, estuda e convive neste meio, o hoteleiro é muito mais do que isso. Talvez essa definição possa ser utilizada para designar um proprietário de hotel”, mas não um hoteleiro.
O hoteleiro vai além da administração pura e simples. É claro que se preocupa com o lucro de seu meio de hospedagem, mas isso torna-se uma consequência do seu trabalho e não o único objetivo.

O verdadeiro hoteleiro tem paixão pelo que faz. Tem prazer em servir, em bem atender, em bem receber, independente da tipologia, do porte ou da classificação do seu meio de hospedagem. Da pousada mais simples ao hotel mais luxuoso, o hoteleiro que ver seu hóspede satisfeito e feliz.

Essa paixão, geralmente, contagia todo o staff, por isso, costuma se dizer que um hoteleiro de verdade é reconhecido também pela sua equipe de trabalho. Uma equipe motivada que acaba repetindo os mesmos gestos de gentileza que o seu líder, o Hoteleiro (com H maiúsculo). Esse entusiasmo pode ser sentido até mesmo na estrutura física do meio de hospedagem, que deixa de ser só mais uma construção que acomoda hóspedes para se tornar um lugar com alma, acolhedor, no qual as pessoas têm prazer em estar.

Estes são os verdadeiros hoteleiros, que inspiram nossos alunos, futuros bacharéis em turismo, e que alimentam e enchem de orgulho o turismo catarinense. São estes que hoje merecem nossas mais sinceras felicitações!
Parabéns, hoteleiro! Dentre tantas outras, o segundo ano consecutivo da escolha de Santa Catarina como melhor destino turístico do Brasil, sem dúvida, deve-se também a você!