Você deve estar pensando o que levaria duas acadêmicas do curso de história a levar os leitores a refletirem e diferenciarem história e/ou estória. Com certeza, você nos diria com convicção que sabe a sua história. Mas que tipo de história você acha que estamos nos referindo? A história local, municipal, estadual, regional, nacional ou mundial. Agora, voltamos a perguntar: será que você realmente conhece a sua história? Deve estar passando por sua cabeça o que realmente queremos, é levá-lo a perceber que talvez conheçamos apenas a nossa história local, mas propriamente familiar e de comunidade.

Desejamos que você, leitor, perceba que não basta apenas conhecer os fatos históricos que ocorrem bem pertinho de você (na sua família, na sua comunidade e no seu município). Queremos que você perceba que a sua história, bem como a história da sua comunidade e do seu município, se é que você realmente o conhece, não é isolada do mundo, enquanto você está lendo este artigo, muita coisa está acontecendo ao seu redor. Fatos acontecem simultaneamente, e muitas vezes não conseguimos acompanhar e nem mesmo entender.

Por exemplo, com certeza, você deve ter acompanhado as eleições nos Estados Unidos da America, o democrata Obama e o republicano McCain, no entanto, muitas vezes, se perguntou o que você tem a ver com isso? Pare e pense: será que realmente nós, brasileiros, não temos nada a ver com o história e eleição nos EUA? E sobre a crise mundial, você já reparou que só se fala isso nos telejornais? Você também não tem nada a ver com isso? Pare e pense.

As estórias como a Branca de Neve, Bela Adormecida e tantas outras que conhecemos desde pequeninos(as) e que sabemos contar nos mínimos detalhes são irreais. Os príncipes encantados, felicidade para sempre, acontecimentos que começam com uma situação-problema e no decorrer da estória terminam todos felizes e os sonhos realizados. Na história real, não é bem assim, cada dia, cada hora, cada minuto, os fatos nem sempre ou quase nunca terminam com um final feliz, destacando-se assim os fatos econômicos, políticos e sociais…. Esses fatos acontecem e não nos damos conta que somos partes integrantes do processo, que seus desenvolvimentos interferem, sim, na minha, na sua vida e na vida de toda a população mundial.

Você já ouviu falar em importação e exportação? E também se questiona, o que eu tenho a ver com isso? Saiba que o Brasil é um dos países que dependem dessas atividades. E como fica a situação desses países? O que pode acontecer se ninguém comprar e ninguém vender seus produtos prioritariamente comercializados. Nenhum país desenvolve-se isoladamente. Você e mais precisamente ninguém se desenvolve isoladamente. Saiba que você também é responsável pela construção da história, seja de que qualquer natureza (abrangência ).

Você é o “cara” indispensável e fundamental, portanto, não faça de conta que não tem nada a ver com isso ou com aquilo. Você é um cidadão, e cidadania se faz com participação e responsabilidade, e não apenas votar e achar que seu dever está cumprido. Seja ousado, exija, esteja informado. Conhecimento nunca é demais. Leia jornais, revistas, estude, participe de encontros comunitários, discursos e manifestações públicas. Você só tem a acrescentar. Participe!