Hipnose é um estado natural da mente humana que todos nós entramos com frequência. Todas às noites antes de dormir e todas às manhãs ao acordar, naquele período entre a vigília e o sono, ou seja, em que não está dormindo, mas também não está totalmente desperto, você está em hipnose. A única diferença é que na hipnose clínica esse fenômeno é induzido por um profissional para fins terapêuticos.
Na área da psicologia, esse estado de consciência chamado hipnose é utilizado para tratar as pessoas de várias dificuldades, superando traumas, vícios, fobias, depressão e ajudando as pessoas a utilizar mais o seu potencial psicológico, suas qualidades e seus recursos internos para sua saúde, felicidade e realização.

Hoje, a hipnose é muito usada como recurso terapêutico para perder aqueles quilinhos a mais tão indesejados. Muitas pessoas estão cansadas das intermináveis, rigorosas e sofridas dietas. Alguns até conseguem durante um tempo, mas depois desistem e voltam a engordar. Em geral, as pessoas sabem o que devem comer, sabem o que engorda e o que não engorda, mas não conseguem manter a dieta ideal e comer adequadamente para emagrecer e manter o peso.
Claro que em alguns casos pode haver questões genéticas envolvidas, onde a pessoa vai ter uma tendência maior a engordar, mas, mesmo nestes casos, a genética é só uma pré-disposição, não vai determinar a quantidade de comida que a pessoa põe na boca, quem determina isso é a própria pessoa. Na maioria dos casos, o que se come e a quantidade que se come é que determinam o peso corporal e é nesse ponto que a hipnose age.

Um fator muito comum também nessa questão é a ansiedade. Muitas pessoas comem porque estão ansiosas e não porque estão com forme. É muito comum ouvir no consultório: “como mesmo não estando com fome, mas porque estou ansioso(a)”. É como se fosse um vício, a pessoa não consegue parar de comer e a comida é um mecanismo de alívio de tensão, comendo muito mais que o necessário. Quando começa a comer um chocolate, por exemplo, não consegue comer só um pedaço, come a barra inteira.

Outro fator comum nesses casos é a baixa autoestima. Pensamentos e crenças negativas e depreciativas sobre si mesmo, fruto de experiências ruins do passado causam baixa autoestima. Crenças de que “eu não sou capaz”, “eu não mereço”, “eu sou menos que os outros”, “eu não vou conseguir” e tantas outras crenças que diminuem a própria pessoa e seu verdadeiro potencial. Muitas pessoas até se isolam, evitando sair com amigos, ir a festas e eventos sociais.
Através da hipnose, é possível ajudar a pessoa a mudar esses padrões que envolvem o excesso de peso, mudando a autoimagem negativa, elevando a autoestima, abaixando o nível de ansiedade, programando a mente para mudança de hábitos alimentares e motivando para a realização de atividade física. A hipnose por si só não vai emagrecer ninguém, ela vai formar novos hábitos na vida da pessoa para emagrecer.

Geralmente, desde as primeiras sessões, a pessoa já começa a sentir diferença nos seus hábitos alimentares, é comum relatar que comeu menos, não sentiu necessidade de comer tanto quanto antes, a ânsia por comida diminuiu e está mais calma e tranquila. É claro que se esse trabalho for acompanhado por um nutricionista e atividade física, torna-se ainda mais eficaz e rápido, pois a pessoa vai aprendendo a se alimentar adequadamente e queimando mais calorias com os exercícios físicos.

À medida que essas mudanças vão acontecendo, a pessoa vai emagrecendo gradativamente, até chegar ao seu peso ideal e manter-se nele. Melhorando sua saúde e qualidade de vida, elevando sua autoestima, gostando de se olhar no espelho, usando roupas que gosta e, principalmente, sentido-se muito mais feliz.