Maurício da Silva
Diretor-presidente da Fundação Municipal de Educação e do
Conselho Municipal de Segurança de Tubarão (COMSET)

As bebidas alcoólicas constituem-se na principal causa da crescente violência. Elas abrem portas para o uso de outras drogas como cocaína, crack etc., que respondem por 90% dos assaltos e furtos (para manter o vício) e dos assassinatos (por disputa de pontos ou não pagamento de dívida de drogas).  

São também as bebidas alcoólicas responsáveis, em grande parte, a) Pela violência no trânsito que faz vítimas fatais ou com sequelas para o resto da vida; b) Pela violência familiar, como no caso do sujeito que bebe, também o juízo, e espanca companheira e filhos e destrói pertences; c) Pela prática do sexo inseguro, responsável por  doenças sexualmente transmissíveis e gravidez precoce, que condena jovens a abandonarem a escola e a um futuro de privações junto do bebê; d) Pela queda de rendimentos nos estudos e no trabalho e pelo aumento das doenças hepáticas, cardiovasculares, neurológicos, câncer, osteoporose, transtornos psiquiátricos e envelhecimento precoce.

Estas situações estão piorando, segundo estudos do Centro de Informações sobre Saúde e Álcool (Cisa), com base em dados do IBGE:

1º) “Os adolescentes brasileiros bebem cada vez mais cedo”, aos 12 anos de idade, em media.

2º) “Pela primeira vez, o consumo é maior entre as meninas” (56,1%). Os meninos (54,8%) disseram já ter experimentado álcool. Tal precocidade aumenta o risco para a saúde, com maior gravidade para elas, devido às especificidades do organismo, principalmente o cérebro, em formação.

O estudo mostra, também, aonde meninos e meninas conseguem as bebidas: Em festas, 44%; com amigo, 18%; comprando em supermercado, bar ou lojas de bebida, 14%; com pessoas da família, 9%; em casa, sem permissão, 4%; dando dinheiro a alguém com mais de 18 anos que compra para eles, 4%; com vendedor de rua, 2% e de outros modos, 5%.

Informações como estas contribuem para tomada de decisões as quais ajudam a prevenir os malefícios do alcoolismo.

Por isso, fui autor da Lei n. 3075/2007, que institui, em Tubarão, o 30 de setembro como o Dia Municipal de Prevenção às bebidas alcoólicas, e o Conselho Municipal de Segurança (Comset) organiza, dentre outros procedimentos, palestras gratuitas com o renomado médico psiquiatra Dr. Bráulio Escobar.

Neste ano, ocorrerá no dia 30 de setembro, às 19h30, no Auditório do Sesi, em frente ao Mercado Giassi, na Avenida Marcolino Martins Cabral.

Participe. Divulgue. Prevenir custa menos e é mais eficiente.