Cresci, e passei uma parte da adolescência em Tubarão. Era o melhor lugar do mundo, perto da praia, e da capital. Fui estudar em outro estado, e sempre que possível vinha visitar a família. Lembro que, em um desses passeios, meu irmão me contou entusiasmado sobre a construção do shopping (o Praça Shopping). Lembrei de uma professora da 8ª série que costumava dizer que “Tubarão não cresceria mais, tinha parado no tempo”. Viu, só pensei… Tubarão ainda vai crescer muito.

Tempo depois, havia uma maquete da nova rodoviária. Um novo hospital, centro cultural, um shopping ainda maior. Tubarão é hoje um dos centros de referência em saúde, possui uma das melhores universidades do sul. Daqui saíram grandes personalidades, como o pintor Willy Zumblick, é passagem quase obrigatória para os gaúchos que procuram pelas lindas praias do nosso litoral.

Voltei para a ‘terrinha’. Encontrei uma Tubarão, sem dúvidas, muito mais evoluída. Mas algumas coisas me fazem repensar um pouco… Vi uma rodoviária ‘nova’ cercada de abandono. Uma ‘velha’ em estado deplorável. O Praça Shopping, pobrezinho, praticamente largado às traças. As redondezas do hospital Socimed praticamente desabitadas… O que vi de verdade… uma cidade querendo realmente crescer, o que é excelente, e com um desejo tão forte, que tenho a impressão de que não sabe como fazer.

O ano de 2009 será realmente novo para Tubarão. Gente nova na administração da cidade. Novas ideias, muitos desafios… E entre eles continuar a fazer desta cidade azul não apenas referência em saúde, mas também em organização.