– Deus fez tudo que existe? – perguntou o arrogante professor ateu a seus alunos.
– Sim – responderam vários deles.
– Tudo mesmo?
– Sim, com certeza – responderam.
O professor replicou:
– Se Deus fez todas as coisas, então ele fez também o mal, logo, Deus é mal.
Diante do silêncio que dominou a sala, o professor, feliz, julgava haver provado, uma vez mais, que a fé era um mito.

De repente, um aluno levanta a mão e diz:
– Posso fazer uma pergunta, professor?
– Sem dúvida – respondeu-lhe.
– Professor, o frio existe?
– Claro que existe, você nunca sentiu frio?
O rapaz respondeu:
– Na verdade, professor, o frio não existe. Para as leis da física, o que consideramos frio é, na realidade, ausência de calor. O zero absoluto é a ausência total e absoluta de calor, todos os corpos ficam inertes, incapazes de reagir, mas o frio não existe. Criamos esse termo para descrever como nos sentimos quando nos falta o calor.

– E a escuridão, existe?, continuou o estudante.
O professor, irritado, respondeu:
– É claro que sim…
O estudante rebateu:
– Não, professor, a escuridão também não existe. A escuridão, na verdade, é ausência de luz. Podemos estudar a luz, mas a escuridão não. Como se faz para determinar quão escuro está um determinado local do espaço? Apenas com base na quantidade de luz presente nesse local.

Escuridão é apenas mais um termo que o homem criou, no caso para descrever o que acontece quando não há luz presente.
Finalmente, o jovem estudante fez a grande pergunta:
– Diga, mestre, o mal existe?
– Claro que existe, menino! – respondeu demonstrando exasperação com a lógica do seu aluno. Pois não vemos roubos, crimes e violência diariamente em todas as partes do mundo? Isso é o mal!!!
Sereno e tranqüilo, o estudante deu a estocada final:

– Não, professor, o mal igualmente não existe, não por si só. O mal é simplesmente a ausência de Deus. É, como nos casos anteriores, um termo que o homem criou para descrever essa ausência. Deus não criou o mal – ele não é como a fé ou o amor, que existem, como existem a luz e o calor. O mal é resultado da não presença de Deus em muitos corações. É como o frio que surge quando não há calor, ou a escuridão que acontece quando não há luz.

Que grande lição aprendeu o arrogante pseudo-mestre!
A lição de que a solidariedade e o amor – o Cristo em nós – são as únicas atitudes capazes de livrar a humanidade da hipotermia, pois é abraçando-nos, calorosamente, que nossos corpos trocam calor uns com os outros, não com o ambiente frio.
Um 2008 com muito calor e luz, amor e solidariedade a todos os catarinenses!