Você já ouviu aquela história que diz que quando você ficar muito bravo com uma situação deve escrever uma carta mas não enviá-la. Pois bem, mais uma vez, como quase todos os dias, fui muito mal atendido em Tubarão e, por isso, resolvi escrever uma cartinha, mas, ao invés de rasgá-la, ou não envia-la, resolvi escrever e, muito mais do que isso, solicitar a sua publicação.

Nossa cidade pode até estar de parabéns pelas obras. Está de “cara nova”, bonita como nunca! Pena o Rio Tubarão, que deveria ser o cartão postal de nossa cidade é hoje a segunda maior tristeza. A primeira é a falta de educação. Mas, no caso do rio, isso não é culpa somente dos tubaronenses, é de toda a região.
A grande deficiência em nossa cidade e que tem a ver também com a precária situação do nosso rio é a tremenda falta de educação e de preparo adequado ao serviço.

Temos tudo para viver uma vida tranqüila, com clima agradável, produtos turísticos diversificados para descontrair o ano inteiro. A violência “declarada” ainda não chegou ao nível da grande maioria das cidades do Brasil. Os empreendedores da nossa cidade lutam para tornar o comércio cada vez mais forte e Tubarão solidificar-se como pólo comercial e ser referência no comércio da região.

Outras cabeças inteligentes buscam a excelência na área da saúde e dão sua contribuição ao setor, sendo que, conseqüentemente, a cidade toda passa a ser beneficiada com isso. Na educação não é diferente! Tubarão tem ensino de qualidade, embora escolas tradicionais têm parado tanto no tempo e no conservadorismo que hoje lutam com todas as forças para não perder o restante dos alunos. Estão pagando o preço pelo atraso, pela falta de estratégia, pela falta de empreendedorismo.

Contudo, o que mais deixa a desejar nesta bela cidade são os serviços. Este segmento tem crescido tanto nos últimos anos em Tubarão que os profissionais não conseguem, nem de perto, acompanhar o desenvolvimento do setor. A capacidade da grande maioria é uma vergonha! Na hora da compra, a impressão é de que estamos falando com gente que merece o respeito de gente honesta e responsável, mas, na hora do serviço é que vamos conhecer, de fato, o problema em que nos metemos para resolver um imprevisto.

Agora temos um problema e um imprevisto para resolver. Sendo que o segundo problema é ter que pagar para se livrar do primeiro problema e, depois, pagar novamente para resolver o imprevisto. A moral da história é que, muitas vezes, temos um grande problema para resolver algum imprevisto.

Para nossa sorte, muitas empresas são tão mal administradas que é fácil saber com que tipo de gente estamos lidando. A qualidade de seu serviço é percebida em uma instância anterior e é o que está quebrando a maioria daqueles que se dizem empresários em Tubarão. A qualidade do atendimento.
O atendimento é mal-educado em todos os segmentos, desde a educação nas escolas, serviços públicos, particulares, hospitais, comércio, enfim… falta muita educação em Tubarão.